Votuporanga terá mutirão do MEI

 

Quem deseja sair da informalidade e abrir o próprio negócio poderá fazer isso de maneira gratuita nesta semana em Votuporanga. Chega à cidade o Mutirão do MEI que será realizado numa iniciativa da TV TEM, ACV – Associação Comercial de Votuporanga, Prefeitura de Votuporanga e o Sebrae-SP. Interessados devem buscar o atendimento nesta quarta e quinta-feira (23 e 24), das 9h às 16h, no Centro do Empreendedor (Rua Barão do Rio Branco, nº. 4497 – antiga escola Senai).

 

O “Mutirão do MEI – Você Pronto Para Crescer” tem como objetivo orientar a quem pretende ter o próprio negócio, com informações importantes sobre a formalização e como fazer todo o processo. “A Associação deu o ponta pé inicial para que a campanha viesse ao município e, assim, Prefeitura, Sebrae e TV TEM toparam essa parceria. A ideia é que o votuporanguense, além de ser orientado, já saia do evento com a empresa formalizada”, destacou o presidente da ACV, o advogado Celso Penha Vasconcelos.

 

Nos dois dias, a população encontrará reunidos num único local representantes de inúmeros órgãos envolvidos no processo de abertura e formalização de empresas. O atendimento gratuito será realizado com apoio da Associação dos Contabilistas, Banco do Povo, Cetesb, Corpo de Bombeiros, Jucesp, Previdência Social, Receita Federal, Secretaria da Fazenda, Flash Net e Câmara Municipal.

 

“Serão sete horas por dia de atendimento gratuito prestado exclusivamente aos pequenos empreendedores, que também participarão de palestras do Sebrae-SP e conhecerão os recursos disponibilizados pelo Banco do Povo para turbinar os negócios”, explica Rolandinho Nogueira, secretário de Desenvolvimento Econômico.

 

O MEI – microempreendedor individual é aquele que trabalha por conta própria e se legaliza como pequeno empresário, em mais de 500 atividades. Para se enquadrar nas regras é necessário ter atividade permitida, faturar no máximo R$ 60 mil por ano, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado, que receba o salário mínimo ou o piso da categoria. O empreendedor tem direito a carga tributária reduzida e faz o pagamento de carnê mensal, que varia de R$ 45 a R$ 60, de acordo com a atividade.

Similar Posts

%d bloggers like this: