Urologista orienta sobre câncer de próstata

Neste sábado (5/7), é comemorado o Dia do Homem, que tem como objetivo de chamar a atenção da sociedade para circunstâncias do sexo masculino, especialmente saúde. Para marcar a data, a Santa Casa de Votuporanga convidou o urologista Robison Manfredi para o programa Dica de Saúde, divulgado nas redes sociais, para falar sobre câncer de próstata. 

O médico alertou para a gravidade da doença. “O tumor na próstata é o mais identificado entre os homens, perdendo apenas para câncer de pele. É considerada terceira causa de morte no mundo e, somente neste ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aguarda diagnóstico de 65 mil novos casos no Brasil”, afirmou.

Robison Manfredi ressaltou a importância da prevenção. “Um a cada sete homens terá câncer de próstata. A prevenção é fundamental. A Sociedade Brasileira de Urologia apontava que todo homem após 40 anos deveria fazer exame de toque. Atualmente, a Sociedade recomenda que a avaliação deve ser feita em pacientes após 50 anos ou aos 45 anos, para aqueles que tiverem histórico de câncer na família ou negros”, disse.

Antecedente familiar assume grande importância entre os fatores de risco. “Existe hereditariedade, pacientes com pai ou irmão com a doença têm cerca de quatro a oito vezes mais chance de câncer”, complementou.

Sintomas
O urologista ressalta que câncer de próstata não apresenta sintomas. “É uma lesão pequena, uma área mais endurecida. Por isso, a gente reforça que homens não deixem de realizar o exame, que é rápido, fácil e indolor. Garanto que é tranquilo e simples. Além da avaliação do toque, é preciso o de sangue – dosagem de uma proteína do sangue (PSA). O importante é diagnóstico precoce”, disse.

Alimentação
Robison Manfredi ressaltou que alimentação rica em gorduras aumenta os riscos de câncer. “Existe fator preventivo que é licopeno, presente no suco ou molho de tomate. Estima-se que isso tende a diminuir câncer de próstata, além de alimentos como castanha do pará e couve”, finalizou.

Similar Posts

%d bloggers like this: