Connect with us

Destaques

‘Sofri mais com a toxoplasmose do que com a dengue”, diz paciente

O toxoplasma gondii é o protozoário que causa a toxoplasmose

O toxoplasma gondii é o protozoário que causa a toxoplasmose
Wikipedia

“Sofri mais com a toxoplasmose do que com a dengue. É uma dor muscular e um cansaço tão grande que parecia que eu tinha corrido uma maratona”, conta a empresária Nathalia Freire, 33 anos.

Nathalia e mais dois amigos estão entre as vítimas do surtos da toxoplasmose, neste ano, na cidade de São Paulo. Eles começaram a sentir os primeiros sintomas da doença ao mesmo tempo, nove dias depois de terem almoçado juntos em um restaurante em Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

Leia também: Saiba como evitar a toxoplasmose, que causou três surtos em SP

“O primeiro sintoma foi febre muito alta, acima de 39ºC. Depois vieram dor nos olhos, dor no corpo e gânglios no pescoço. Fiz exames de todos os mosquitos e todos deram negativo. Até que o de toxoplasmose deu positivo”, afirma ela, que já teve dengue.

A toxoplasmose é causada por um protozoário transmitido pela ingestão de alimentos contamidados, como frutas e verduras cruas mal lavadas e carne de porco ou ovelha mal passada, segundo o infectologista Daniel Wagner Santos, da Sociedade Paulista de Infectologia.

Naquele dia, ela comeu tabule (salada árabe composta por tomate, cebola, salsa, hortelã e outras ervas), kafta (espeto de carne) e batata frita. Ela acredita que contriu a doença ao ingerir a salsa ou hortelã. “Nós não fomos em outro restaurante no período. Minha amiga é vegetariana e também se contaminou, então acreditamos que não foi por meio da carne”, diz.

Leia também: O que é a toxoplasmose, doença por trás de surto em Santa Maria e que traz riscos à gravidez

Segundo ela, cerca de 30 pessoas que comeram nesse mesmo estabelecimento contraíram toxoplasmose. “Houve dois surtos, em fevereiro e em abril”, afirma.

Na opinião dela, a maior suspeita é que os alimentos orgânicos, no caso, as verduras da horta do próprio restaurante, estejam contaminados. “Há muitos gatos andando por ali, nunca fui muito fã”, conta.

Mesmo comendo “muito pouco”, ela afirma que ficou “muito mal”. “Perdi 6 kg”. Além dos sintomas intensos, ela explica que um dos desafios da doença foi encontrar o remédio próprio para a patologia, receitado pelo médico, em falta nas farmácias. “Como é um remédio específico para toxoplasmose, ou seja, não sai muito, e muito barato, as farmácias não têm interesse em vender. Só encontrei no setor de Doença Infecto-contagiosa da prefeitura”, diz.

Saiba mais: Clientes acusam restaurante após diagnóstico de toxoplasmose 

Segundo ela, o médico alertou que até o fim do ano não poderá engravidar por causa da doença, embora ela não tenha planos. Já curada, ela ainda faz acompanhamento em oftamologista para se certificar de que a doença não atinja os olhos – em casos mais graves pode provocar danos na retina e no nervo ótico.

A única “vantagem” em relação à dengue, segundo Nathalia, é que a toxoplasmose não provoca fotofobia. “Na dengue, não conseguia ver TV por causa da luz. Pelo menos eu consegui ver filmes enquanto me recuperava da toxoplasmose”.

Sobre os cuidados, a partir de agora, com a alimentação, Nathalia diz que não se impõe restrições. “Já peguei toxoplasmose mesmo, agora tenho imunidade”.

Está com dengue? Veja mitos e verdades sobre o tratamento:

 

Deixe seu comentário

Continue Lendo
Publicidade

Destaques

Museu da Imagem e do Som realiza duas oficinas gratuitas de animação em Votuporanga

Os encontros são voltados para crianças a partir de 7 anos; e acontece na quinta-feira (18/07), em dois horários, às 8h e às 14h

A próxima quinta-feira (18/07) será de muita animação para crianças a partir de 7 anos. O Museu da Imagem e do Som (Pontos MIS) em parceria com a Prefeitura de Votuporanga, por meio da Secretaria da Cultura e Turismo, realizará duas oficinas de animação com Marta Russo. Serão disponibilizadas 20 vagas para cada, uma no período da manhã e outra, diferente, no período da tarde. A participação é gratuita. 

A primeira oficina acontece das 8h às 12h, com o tema: “Ligados em Animação!”. Durante as atividades, os participantes vão aprender utilizar o celular para produzir filmes com a técnica do stop motion. Depois da criação dos roteiros e storyboard é hora de confeccionar os personagens em massa de modelar para, então, “dar vida” a esses personagens fotografando e movimentando quadro a quadro.

Para isso, serão utilizados aplicativos gratuitos que possibilitam a edição de som, das imagens e o compartilhamento dos filmes. A segunda, das 14h às 18h, intitulada “Luz, Câmera, Papel e Animação!”, é uma oficina de animação 2D, também conhecida como “cut out” ou de recorte. Será realizado um filme de animação stop motion (quadro a quadro) utilizando papel, revistas e fotos para confecção de personagens, adereços, planos e cenários. Os participantes aprenderão sobre os princípios básicos da animação através da exibição de brinquedos ópticos e vivenciarão todas as etapas da produção de um filme de animação desde storyboard, criação de roteiros e de personagens, captação de imagem (movimento) e edição.

As oficinas serão no Centro de Cultura e Turismo, localizado no Parque da Cultura, na Avenida Francisco Ramalho de Mendonça, 3112, Jardim Alvorada. As inscrições podem ser feitas antecipadamente, no mesmo local, ou pelo telefone (17) 3405-9670 (ramal 208). 

Marta Russo

A oficineira Marta Russo é formada em Artes Visuais e pós-graduada em Educomunicação na ECA – USP. É produtora e educadora da Matiz Filmes Produções desde 2001 e coordena oficinas de animação stop motion em escolas, unidades do Sesc, casas de cultura e Organizações Não Governamentais (ONGs). É também produtora e relações públicas da Maurício de Sousa Produções e atuou em escolas, ensinando sobre desenho animado e histórias em quadrinho. Como redatora, colaborou na revista Sítio do Picapau, da Editora Globo, e também produziu curta-metragens, filmes publicitários e programas educativos para a TV. Atua ainda como professora da disciplina Meios e Comunicação em uma escola particular da cidade de São Paulo e na ONG Projeto Criador.

Deixe seu comentário

Continue Lendo

Destaques

Policial militar da região é assassinado na capital

FÁBIO JÚNIOR LISBOA QUE ESTAVA DE FOLGA, TENTOU PRENDER DOIS CRIMINOSOS QUE ASSALTAVAM UM BAR NO CAPÃO REDONDO, NA ZONA SUL DE SÃO PAULO, QUANDO FOI ALVEJADO NAS COSTAS. 

Na noite de ontem (16), o policial militar Fábio Júnior Lisboa, 33 anos, nascido em Santa Rita D`Oeste/SP, foi assassinado enquanto tentava prender dois criminosos que assaltavam um bar, no bairro Capão Redondo, zona sul de São Paulo. 

De acordo com informações, os dois bandidos entraram no bar, renderam clientes e funcionários e exigiram entrega de celulares, joias e dinheiro. Fábio, que estava de folga, percebeu o assalto quando chegava no estabelecimento. 

Ao tentar prender os criminosos, houve troca de tiros e o policial acabou sendo atingido por dois tiros nas costas. Os ladrões fugiram depois do policial cair no chão. Fábio chegou a ser encaminhado para o pronto-socorro em M’Boi Mirim, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu. 

O caso será investigado pelo 47º Distrito Policial, no Capão Redondo. Fábio deixa mulher grávida e um filho de 16 anos. 

Fonte: Votunews

Deixe seu comentário

Continue Lendo

Destaques

Congresso de Educação terá minicursos na Cidade Universitária

Encontros são ministrados por profissionais reconhecidos nacional e internacionalmente e abrangem diversos temas

 

Entre os momentos mais aguardados pelos cerca de 2,2 mil educadores participantes do 6º CIENP – Congresso Internacional de Educação do Noroeste Paulista estão as oficinas ministradas por profissionais de todo o país das mais diversas áreas. Até esta sexta-feira, 60 minicursos estão sendo oferecidos na Cidade Universitária da Unifev, além de palestras no Centro de Eventos “Valério Giamatei” (Ilha do Pescador).

 

A partir do tema central “Competências Socioemocionais e os Processos Educativos para o Século XXI”, os encontros práticos abordarão áreas como Competências Socioemocionais, Inovação e Tecnologia, Metodologias Educacionais, Ensino-aprendizagem, Educação Especial, Gestão Educacional, Desenvolvimento Infantil, Ludicidade, Profissão Docente, Arte, Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Matemática, Currículo, Educação Infantil, Literatura e Língua Inglesa.

 

 “Nossos educadores começaram esse encontro já na tarde desta quarta-feira e seguem nesta atividade até sexta. No total, cada um participará de três oficinas. As temáticas são atuais e apresentadas por realidades que eles vivenciam em sala de aula, por isso são tão importantes e agregam valor no processo de ensino-aprendizagem”, comentou Ederson Marcelo Batista, coordenador executivo do ADE Noroeste Paulista – Arranjo de Desenvolvimento da Educação.

 

6º CIENP

 

Este ano, o CIENP, que começou nesta quarta-feira (17/7) e segue com programação até sexta-feira (19/7), tem como tema “Competências Socioemocionais e os Processos Educativos para o Século XXI”, com palestras com Leandro Karnal, Nino Paixão, Fernando Moraes e Luciana Brites, no Centro de Eventos Valério Giamatei (Ilha do Pescador). A programação também inclui oficinas/minicursos na Cidade Universitária da Unifev. O encerramento da programação será com o musical circense “O Rei do Show”.

 

O CIENP, idealizado pelo ADE Noroeste Paulista, é organizado em parceria com a Unifev, o IFSP de Votuporanga e a AMA – Associação dos Municípios da Araraquarense, com o apoio da SOMOS, Editora Moderna, Starb, NeuroSaber, Undime SP, Oficina Municipal, Cenpec, Senac Votuporanga, Método Uniformes, Tenda Digital, Fábrica de Produtos, Pé com Pé, Boquinhas, Faperp, FATD Consultoria, Senac, Aport, Cern Coaching & Mentoring, Brick Solutions, Piraporiando, Plataforma Um, Programa Semente, Editora Pindorama, Arth Móveis e CIEE.

Deixe seu comentário

Continue Lendo

POPULARES

Copyright © 2019 FOLHAR.COM.BR