Santa Casa faz apelo para doação de sangue

2 minutes, 56 seconds Read

Todos os dias, muitas pessoas necessitam da doação de sangue para restabelecer sua saúde. Esta demanda é diária e urgente. A Santa Casa de Votuporanga faz um apelo aos moradores para que façam doação de sangue. O estoque da Agência Transfusional está crítico, principalmente dos tipos O negativo e positivo, além de A negativo.
A biomédica Chayene Roberta Barbin explicou que o Hospital utiliza bolsas de sangue em vítimas de acidentes, pacientes de Hemodiálise, cirurgias e/ou com doenças hematológicas e câncer. “Realizamos um trabalho dentro da Instituição de conscientização das famílias destes pacientes, para que possam colaborar. Mesmo com esta iniciativa, nosso estoque está baixo. Pedimos que a população compareça na Unidade de Coleta de Sangue e nos ajude, nosso consumo é grande e diário”, disse. A média mensal da entidade é de 400 transfusões.

A doação na Unidade de Coleta é feita – mediante agendamento – às terças, quintas e todo primeiro sábado de cada mês, das 8h às 12h. É necessário apresentar documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo território nacional.

Os agendamentos podem ser feitos pessoalmente, no próprio local, anexo ao Hospital “Fortunata Germano Pozzobon”, na rua Antônio Galera Lopes esquina com a Antônio Serafim de Queiroz, na Zona Norte, ou pelo telefone 3426-7530, ramal 210. Às terças e quintas, o posto terá capacidade de coletar até 40 bolsas diárias, chegando a 60 bolsas aos sábados.

Chayene ressaltou que a Unidade facilita a logística do doador. “Antes, a Secretaria da Saúde nos cedia transporte para Hemocentro de Fernandópolis aos sábados, mas alguns doadores não tinham disponibilidade. Acreditamos que o número de doações será maior com o serviço na cidade”, complementou.

No Mini-Hospital, os doadores fazem cadastro e passam por triagem. Após a coleta, o sangue vai para Fernandópolis para ser fracionado. “O Hemonúcleo de Ribeirão Preto faz a sorologia. O sangue é liberado para o Hospital após três dias. Recebemos, por semana, de 15 a 20 bolsas de O positivo”, contou.

Dados do Ministério da Saúde apontam que pelo menos um em cada dez pacientes internados necessitam de sangue e até quatro vidas podem ser salvas com uma doação. “Sangue não é um produto que pode ser comprado, é preciso colaboração e consciência da população para o ato da doação”, ressalta a médica hematologista responsável pela Unidade de Coleta, Brígida Cristina do Amaral Botelho Prudêncio.

Doação de sangue

Doar sangue não dói, é rápido, fácil, e, principalmente, não debilita e não prejudica a saúde. Em cada doação são retirados, em média, 450 mililitros de sangue. Uma pessoa adulta tem, em seu corpo, em torno de cinco litros de sangue. A quantidade retirada não afeta a saúde do doador e a recuperação são imediatas após o ato.
Para ser um doador basta sentir-se bem e com saúde, apresentar um documento com foto, válido no território nacional, ter idade entre 18 e 65 anos, estar bem alimentado e pesar 50 Kg ou mais.

Recomendações

Antes de doar é importante:
Dormir bem, pelo menos 6 horas;
Evitar jejum e fazer refeições leves e não gordurosas;
Evitar uso de bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores;
Não fumar uma hora antes.

Similar Posts

%d bloggers like this: