Pneumonia: uma doença comum do inverno

author
2 minutes, 38 seconds Read

O inverno chega e traz junto o frio, a vontade de ficar aconchegado, as roupas elegantes, as comidas e bebidas quentes e deliciosas e a necessidade de se aquecer. E para ficar bem aquecido e tranquilo, é comum que as pessoas acabem deixando a casa e os ambientes mais fechados, com portas e janelas trancadas para isolar o frio. E o mesmo acontece nos locais de trabalho, escritórios permanecem fechados para que os colaboradores se protejam do vento e do frio. Contudo, um ambiente assim, acaba favorecendo a proliferação de vírus e bactérias.

O que pode causar a pneumonia e como acontece o contágio?

A pneumonia é uma doença provocada por micro-organismos (vírus, bactéria ou fungo) ou pela inalação de produtos tóxicos. Ela pode ser adquirida pelo ar, saliva, secreções, transfusão de sangue ou, no caso do inverno, devido a mudanças bruscas de temperatura. Essas mudanças comprometem o funcionamento dos pêlos do nariz, que são responsáveis pela filtragem do ar aspirado, o que acarreta em uma maior exposição aos micro-organismos causadores da doença. Quais os principais sinais da doença e como é feito o diagnóstico?

Os sintomas mais comuns são tosse com secreção (pode haver sangue misturado), febre alta (que pode chegar a 40°C), calafrios e falta de ar ou dor no peito durante a respiração. O diagnóstico é feito por meio da história do paciente, do exame clínico e de raio-x do tórax. Exames complementares também podem ser necessários para identificar o agente causador da doença.

Qual o tratamento mais adequado?

O tratamento depende do micro-organismo causador da doença. Nas pneumonias bacterianas, devem-se usar antibióticos. Na maior parte das vezes, quando a pneumonia é causada por vírus, o tratamento inclui apenas antitérmicos e analgésicos para aliviar os sintomas, podendo ser necessários medicamentos antivirais nas formas graves da doença. Nas pneumonias causadas por fungos, utilizam-se medicamentos específicos. É muito importante saber que, se não tratada, a pneumonia pode evoluir para um quadro mais grave, causando até a morte.

Como se prevenir da doença?

As principais formas de prevenção são recomendações simples: lavar as mãos, não fumar, evitar aglomerações e se vacinar. Atualmente, existem vacinas disponíveis para a pneumonia que, mesmo não sendo capazes de prevenir todos os casos, podem evitar as formas mais graves. Segundo o Ministério da Saúde, a vacinação contra a gripe reduz bastante as hospitalizações por pneumonias e a mortalidade global pela doença. Por isso, devem ser vacinados os grupos considerados mais sujeitos às formas graves da doença: gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, crianças de 6 meses a 2 anos, profissionais de saúde, doentes crônicos, pessoas privadas de liberdade ou com 60 anos de idade ou mais. “Se não tivéssemos inverno, a primavera não seria tão agradável: se não experimentássemos algumas vezes o sabor da adversidade, a prosperidade não seria tão bem-vinda.” Anne Bradstreet

Similar Posts

%d bloggers like this: