Na direção da saúde

Somos frutos de nossas escolhas

Mais um dia amanhece e enquanto o sol veste seu brilho você decide abrir os olhos. É a primeira decisão do dia. Escolher entre o preto ou amarelo para a cor da roupa parece tarefa fácil, mas, você estará feliz com isso? A felicidade é fruto de nossas escolhas, não atribua aos outros a responsabilidade pelos seus sentimentos.

Amanhecer sorrindo pode alegrar seu dia, a decisão do sorriso é sua. Se o dia estiver claro, agradeça, se estiver cinza e chuvoso, agradeça também, ficar bravo porque o dia amanheceu chovendo não vai fazer o sol se abrir, portanto, esteja feliz com a chuva.

Escolher a positividade, em qualquer situação, faz de você uma pessoa mais leve. Seu corpo responde imediatamente com reações fisiológicas que só trazem benefícios, seu coração bate sem pressa e com isso, todo corpo funciona melhor. Tomar decisão não é fácil, por vezes amedronta, faz tremer as pernas e suar a pele, mas decidir é um exercício diário e necessita prática.

Nossas escolhas refletem os sentimentos e logo o corpo reage, portanto, se você adoecer é possível que seja por uma escolha errada que fez. Por exemplo, quando decide que será sedentário e comerá todos os tipos de gordura e açúcares, certamente terá resultados negativos, problemas aparecerão, o cansaço físico e mental será constante e então logo estará de posse de uma doença.

As reações do metabolismo respondem aos hormônios que o próprio corpo produz, isso explica a sensação de prazer e alegria após a prática de atividade física. O hormônio endorfina é um dos responsáveis pelo bem estar físico e emocional, ao ser secretado e liberado na corrente sanguínea estimula outros hormônios, como a adrenalina, a promover efeitos benéficos em todos os órgãos do corpo. É claro que, para que isso aconteça, os hormônios devem estar na dosagem correta, a prática constante de atividade física é capaz de regular a dose e manter o equilíbrio necessário desses hormônios no sangue.

Se a decisão de realizar exercícios fez com que os componentes internos do corpo trabalhassem melhor para manter o bem-estar físico e emocional, pode-se concluir que esta foi a melhor escolha. E assim será para todos os segmentos da vida, a saúde e a doença estão intimamente ligadas, então, a partir do que você escolhe fazer os resultados serão positivos ou negativos.

Quando seu corpo dá sinais de fraqueza, sua cabeça anda cansada e seu emocional vulnerável, seus hormônios como endorfina e serotonina podem estar com baixas dosagens no sangue, isso pode acarretar momentos de tristeza intensa, vontade de chorar sem motivo aparente e até isolamento social, podendo levar à quadros de depressão e síndrome do pânico.

A família ou amigos próximos podem estar atentos aos sinais clássicos da depressão e evitar que este desarranjo, que pode ser somente hormonal, evolua para um quadro mais grave. Alguns alimentos favorecem o controle e equilíbrio dos hormônios do “bem-estar”, mas sozinhos não fazem nenhum milagre, é preciso uma dieta balanceada e exercícios regulares e constantes para que o corpo responda de forma positiva.

Alguns especialistas garantes que além da dieta e exercícios, atividades de lazer e descanso favorecem a liberação dos tais hormônios “do bem” e que o estresse associado a uma rotina desregrada e cansativa pode causar um colapso nas dosagens hormonais.

Por isso, ponderação e equilíbrio nas atividades de vida diária são primordiais para uma saúde perfeita. A escolha pela melhor qualidade de vida começa no despertar do dia, quando ainda não se sabe se o sol brilhará ou a chuva molhará, mas a decisão de ser feliz já foi tomada, com a primeira escolha do dia, abrir os olhos e agradecer.

Similar Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this: