Junte-se a mais de 5000 leitores inteligentes e receba a Edição Diária do Jornal Folha Regional no seu e-mail (é grátis)

Respeitamos sua privacidade. Você está 100% seguro! Após enviar, você precisará confirmar no seu e-mail a assinatura.

Manchete

Suspeito de matar jovem e enrolar corpo em tapete se apresenta à polícia em Rio Preto

Jully Anne foi encontrada morta enrolada em um tapete em Rio Preto — Foto: Reprodução/Facebook

O suspeito de matar a jovem Jully Anne Esteban Martins se apresentou neste fim de semana à polícia, em São José do Rio Preto (SP). A vítima foi encontrada morta na quinta-feira (29) enrolada em um tapetedentro de uma casa, com pés e maõs amarrados e uma camiseta na boca.

Segundo a investigação, Jully Anne era garota de programa e o suspeito é um cliente com quem tinha um relacionamento.

O delegado que investiga o caso, Alceu de Oliveira Lima Júnior, disse em entrevista ao G1 nesta segunda-feira (3) que o suspeito se apresentou no sábado (1º) após ser expedido um mandado de prisão temporária. “Ele está preso na carceragem da DIG e, durante esse tempo, deverá prestar depoimento nesta semana”, afirma o delegado.

A vítima foi encontrada morta em uma casa no bairro Jardim Soraia depois que vizinhos reclamaram do cheiro forte que vinha da residência.

Segundo a polícia, o suspeito morava de aluguel no local e estava desaparecido desde o dia do crime. Conforme relato à polícia, eles tinham um relacionamento.

Como não havia ninguém no local quando o corpo foi encontrado, os policiais chamaram um chaveiro, abriram a casa e encontraram o corpo enrolado no tapete. Quando a polícia encontrou o corpo, a vítima estava sem documentos e foi reconhecida pela avó e uma amiga no Instituto Médico Legal (IML).
De acordo com relato do médico legista à polícia, no corpo da vítima foi encontrado papel higiênico dentro do órgão genital. Além disso, havia uma camiseta enfiada na boca dela, que também estava amordaçada por um saco plástico. A vítima estava com os pés e as mãos amarrados com cadarço.

Outro delegado que acompanha o caso, Renato Pupo, disse que o crime foi cometido com requintes de crueldade.

Ciúmes

Segundo o que uma amiga de Jully Anne disse para o G1a vítima iria se mudar para São Paulo em alguns dias. De acordo com a estudante Brenda Gabriela de Oliveira, a mudança pode ter provocado ciúme do principal suspeito de ter matado Jully Ane Esteban Martins.

No boletim de ocorrência, consta que Jully Anne era garota de programa, segundo amigos e avôs. O homem é um cliente que ela estava saindo e ele estaria apaixonado, diz a amiga. “Ela ia embora para a casa de familiares e contou para um cliente. Ele não aceitava e dizia que ela não ficaria com mais ninguém além dele”, diz a estudante.

Ainda de acordo com a amiga, as duas estavam juntas poucas horas antes de Jully ser vista pela última vez na segunda-feira (26). Depois disso, a vítima foi até a casa do suspeito para um encontro.

Antes de sair da residência, ela deixou um recado para avó pedindo que ligasse às 21h no celular dela, para usar como pretexto e conseguir ir embora. A avó e os amigos da jovem desde então não conseguiram mais entrar em contato com ela.

 
Fonte:G1
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

–:–/–:–
 
 
 
 

 
 
 
 

Deixe seu comentário