Especialista dá dicas de como lidar com as oportunidades de 2017

Da redação
jornalismo@folhar.com.br

Lucielena Corte comenta sobre as vagas temporárias e passa orientações para quem
não consegue se inserir no mercado de trabalho no último ano

Começo de ano é uma oportunidade de mudanças e isso inclui também o emprego, para aqueles que conseguiram se manter na vaga temporária, aqueles que não conseguiram, os que estão desempregados ou até mesmo quem pensa em mudar de função. O Folha Regional conversou com uma especialista da área, que deu dicas importantes para quem está passando por umas dessas situações. Lucielena Corte é proprietária de uma empresa de Assessoria Empresarial, é consultora de empresas, Life e Professional Coach, possui MBA em Gestão de Pessoas e Administração e falou como lidar com as oportunidades de 2017.
A principal dica para aqueles que conseguiram uma vaga temporária é que deem o melhor de si. “Afinal estão tendo a oportunidade de mostrarem o seu trabalho e contribuírem com o resultado da empresa. Para isso é necessário que se adaptem ao jeito e forma de trabalho da empresa, busquem conhecer bem o negócio, demonstrem interesse e curiosidade, faça com atenção e mantenha um bom relacionamento com as pessoas”, explica.
Para os que não conseguiram se manter, agora é o momento para enfrentarem o mercado de trabalho. “O primeiro passo é definir aquilo que querem profissionalmente, isso deve estar claro. Depois elaborar um bom currículo, se preparar para os processos seletivos, buscar conhecimento (cursos, trocas de experiências, leituras) para a sua área de atuação e ainda um fator bastante importante é fazer contato com todas as pessoas que conhece, não tenha vergonha de falar para o mundo que está desempregado, a rede de contatos (networking) é algo valioso.”
A especialista ressalta que quem está empregado e pensa em trocar de emprego, a ideia é oportuna, mas com muita cautela. “Se a oportunidade for interessante seria oportuno sim. A dica é analisar muito bem essas oportunidades que surgem, como: vaga, empresa, aprendizado que pode adquirir, oportunidades que essa empresa pode oferecer.”
Para aqueles que continuaram desempregados no final do ano, é preciso se aprimorar. “Ser cada vez melhor naquilo que faz. Existe um número muito grande de desempregados, e aqueles que procuram se diferenciar, se aprimorar, se capacitar, se desenvolver, muitas vezes conseguem uma recolocação mais rápida.”
Lucielena Corte comenta ainda sobre as perspectivas de emprego para 2017. “As perspectivas são positivas, no primeiro semestre acredito que o mercado alavanque um pouco, pois já percebemos na nossa área de atuação uma reação positiva no final de 2016. No segundo semestre as perspectivas são ainda melhores, até mesmo pelas medidas adotadas pelo governo.”

Similar Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this: