Empréstimo com Agiota: Cuidados Necessários com a Agiotagem | Folha Regional
Connect with us

Finanças

Empréstimo com Agiota: Cuidados Necessários com a Agiotagem

Se já pensou em pedir um empréstimo com agiota, certamente, assim que concluir a leitura deste conteúdo, você esquecerá essa ideia

Aqui, apresentamos o essencial para que fique por dentro sobre como funciona a prática de agiotagem e o que poderá ocorrer com você caso não pague o valor que pediu emprestado.

Além disso, abordamos formas legais de pedir dinheiro emprestado, as quais podem deixar a sua mente bem mais tranquila. Confira!

PUBLICIDADE

O que é Agiota? Significado

Você sabe o que significa agiota? De acordo com o Dicionário Online de Português é uma palavra de origem francesa e significa “aumento”.

O significado da palavra agiota faz sentido se observarmos a sua aplicação no contexto contemporâneo, considerando que ela possui forte relação com o “aumento” de juros abusivos a partir de dinheiro emprestado a um terceiro.

Ainda que, etimologicamente, a palavra seja remetida aos franceses, vale dizer que a prática em si da agiotagem é antiga

Estima-se que ela exista desde os tempos dos povos babilônicos, ou seja, por volta de 1750 a.C. Nessa época, emprestava-se dinheiro a juros altíssimos e, caso a pessoa que pediu o dinheiro não tivesse como pagar na data acordada, era cobrado juros sobre juros, sufocando-a financeiramente.

A prática de agiotagem ainda existe e a forma de funcionamento praticamente não mudou.

Como Funciona a Agiotagem? Como um Agiota atua?

Como Funciona a Agiotagem Como um Agiota atua

Então, como dissemos, a prática de agiotagem é ainda algo presente na sociedade, todavia, é vista como uma prática a ser combatida, tanto que é considerada crime.

PUBLICIDADE

A agiotagem funciona de forma marginal, ou seja, fora dos limites do mercado financeiro formal. A princípio, é uma prática que não guarda relação com qualquer burocracia, mas que pode prejudicar drasticamente a vida de quem acha que precisa desse sistema para resolver algum problema financeiro que esteja passando.

Em termos simples, podemos dizer que a prática de agiotagem consiste em emprestar certo valor a um terceiro que precisa, mas incorporando juros abusivos a esse processo

Os juros podem variar de acordo com a vontade de quem empresta (o agiota). Todavia, são mais comuns juros entre 10% a 15% com base no valor emprestado. Em alguns casos, esses juros são cobrados mensalmente.

A partir de um exemplo, talvez fique mais fácil visualizar como essa operação funciona. 

O agiota X empresta R$ 2.000,00 à pessoa Y e esta paga, com base em acordo feito com o agiota, 10% mensal com base no valor emprestado, ou seja, R$ 200,00. 

Todavia, caso ela não tenha condições de quitar o débito no prazo estabelecido, então terá de pagar esse valor mês a mês, até conseguir se livrar da dívida total (R$ 2.200,00).

O agiota costuma agir quando uma pessoa está mais vulnerável financeiramente e, muitas vezes, sem saber o que fazer para resolver certos problemas que esteja enfrentando.

Assim, ele se aproxima como uma solução, mas que pode se tornar uma potente dor de cabeça a longo prazo, corroendo o que você tem e até mesmo, nos casos mais graves, ameaçando a sua vida.

É um mercado ilegal, infeliz e perigoso que pode fazer com que perca a sua paz.

Agiotagem é Crime?

É importante que se diga que a agiotagem é considerada uma prática criminosa. De acordo com a Lei de Crime Contra a Economia Popular (Lei 1.521, de 1951), constitui crime da mesma natureza a usura pecuniária ou real, assim se considerando:

“a) cobrar juros, comissões ou descontos percentuais, sobre dívidas em dinheiro superiores à taxa permitida por lei; cobrar ágio superior à taxa oficial de câmbio, sobre quantia permutada por moeda estrangeira; ou, ainda, emprestar sob penhor que seja privativo de instituição oficial de crédito;”

As penas para esse crime são de detenção (de 6 meses a 2 anos) e multa.

Além da prática de agiotagem ser considerada crime pela Lei de Crime Contra a Economia Popular, ela é também enquadrada pelo Código Penal Brasileiro. Conforme o art. 158, é crime:

“Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, e com o intuito de obter para si ou para outrem indevida vantagem econômica, a fazer, tolerar que se faça ou deixar fazer alguma coisa:”

A pena para esse crime é de reclusão de 4 a 10 anos e multa.

O agiota, por exemplo, que ameaça a vida de um terceiro por não ter pago o dinheiro que ele emprestou, está cometendo um crime conforme o art. 158 do Código Penal Brasileiro.

Em suma, a prática de agiotagem é considerada crime de usurajustamente por atuar fora do mercado financeiro formal e com taxas de juros abusivas e sem amparo legal. 

O que isso significa? Que é um mercado sem regulação e quem participa desse tipo de operação está sujeito a tudo, como pagar o triplo ou até mais do valor que precisou.

O que é um Contrato Verbal de Agiota?

O que é um Contrato Verbal de Agiota

Pelo fato de o agiota atuar fora do mercado financeiro formal ou legal, ele costuma estabelecer o contrato verbal

Funciona mais ou menos assim: o agiota vai até a casa do interessado com o dinheiro, empresta-o e diz que será cobrado uma taxa de 20%. Caso a pessoa interessada não pague, os juros de 20% serão pagos ao mês, até a quitação total do débito.

Assim, o interessado não pode questionar o valor dos juros, porque não tem respaldo legal ou legislação que o apoie, restando para ele aceitar as condições e pegar o dinheiro.

Motivos Para Você Não Pegar um Empréstimo com Agiota

• É uma prática, como vimos, ilegal, visto que atua por baixo dos panos;

• É uma prática que pode contar com juros de até 40%, corroendo significativamente o seu bolso;

• Muitas vezes, utiliza os bens que tem como garantia do valor emprestado, a exemplo de carros, casa, joias, etc.

• É uma prática que não se submete a nenhuma fiscalização por parte do poder público, o que pode fazer com que você fique inseguro(a);

• Como não existe contrato formal, apenas verbal, o agiota pode mudar as regras do empréstimo e sugar mais o seu dinheiro e bens sem o seu consentimento;

• É uma prática perigosa que pode culminar em agressões físicas e até mesmo mortes;

• A origem do dinheiro do agiota pode ser fruto de práticas criminosas.

Como podemos observar, motivos não faltam para que você nunca pegue um empréstimo com um agiota. Não pegando, você estará fazendo um grande favor a sua saúde física e mental e estará colaborando para a preservação dos seus bens.

É Possível Ser um Agiota Legalizado?

É Possível Ser um Agiota Legalizado

Sabia que é possível se tornar um agiota legalizado e, assim, garantir que as pessoas tenham segurança jurídica?

Quem traz essa notícia é o Jornal Contábil. Segundo ele, o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, sancionou uma lei que cria a figura da empresa simples de crédito (SEC) com o objetivo de tornar mais simples, portanto, menos burocrático, o acesso ao crédito por pessoas que precisam.

Assim, as pessoas que já emprestam dinheiro podem se tornar uma SEC e formalizar essa atividade, mas dentro das regras previstas pela referida lei, que, inclusive, limita o ganho máximo com juros.

O que Acontece se Não Pagar um Agiota?

Por fim, temos que lhe dizer que, caso não pague a um agiota, ele poderá não só pegar os seus bens a força (os que foram dados como garantia para o empréstimo), mas também empregar violência física, podendo, assim, colocar a sua vida e a de seus familiares em risco.

PUBLICIDADE

Todavia, caso ele seja formalizado ou legalizado, o máximo que lhe ocorrerá é a inscrição do seu nome nos órgãos de proteção ao crédito ou, nos casos mais graves, a tomada de bens por força de decisão judicial.

Com informações| Bom crédito

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Publicidade

Finanças

Educação Financeira é tema de encontro na ACV, nesta quinta-feira

Com vagas limitadas, bate-papo com consultor da Sicoob Credlíder terá dicas e técnicas que ajudarão no crescimento do faturamento das empresas

A gestão e educação financeira estarão em destaque nesta quinta-feira (21/11), às 8h30, no auditório da Associação Comercial de Votuporanga – ACV. O encontro promovido pela entidade e Sicoob Credlíder tem vagas limitadas e ajudará empresarios a aumentar o faturamento, com técnicas e dicas práticas.

Entre os assuntos a serem discutidos, novas ações que podem ajudar a diminuir os gastos, gerando crescimento nos ganhos. O bate-papo será com o consultor da Sicoob Credlíder Lucio dos Santos Faria.

“Essa é uma importante oportunidade para repensar o que está sendo feito e encontrar novas estratégias que podem agregar ainda mais resultado para as empresas”, destacou o presidente da ACV, Valdeci Merlotti.

PUBLICIDADE

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site (www.acvnet.com.br/inscricao).

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Continue Lendo

Finanças

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores

Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na economia brasileira.

De acordo com estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 77% dos brasileiros utilizam cartão de crédito.

No entanto, 72% dos usuários não sabe quanto paga pelos juros no crédito rotativo quando deixa de quitar o valor integral da fatura.

PUBLICIDADE

Por isso, uma ajuda é saber que alguns deles são realmente livres de anuidade.

Isso porque outros abatem a anuidade de acordo com o valor dos seus gastos. Há também os cartões digitais sem anuidade (de fintechs) e os cartões dos bancos tradicionais.

Então fique atento: o que define a sua escolha por um desses cartões? Escolha aqueles que aplicam os menores juros no crédito rotativo e parcelamento da fatura.

Também pese na decisão o valor de tarifas diversas. Assim como a de compras internacionais, multas por atraso e também para saque, por exemplo.

Procure ainda os cartões de crédito sem anuidade que possuem controle do cartão por aplicativo. Além de atendimento por chat 24 horas.

Negocie um cartão de crédito sem anuidade

A melhor forma de procurar os melhores cartões de crédito sem anuidade é negociar a taxa da anuidade.

PUBLICIDADE

Muitos bancos cedem nesse sentido para, obviamente, conquistar o cliente.

No entanto, quando o banco libera um cartão de crédito para um cliente, ele pode cobrar uma taxa para o uso do cartão, chamada de anuidade.

Porém, de acordo com o Banco Central do Brasil, órgão que regula todos os bancos do país, não é proibido cobrar essa taxa e o pagamento pode ser feito à vista ou em parcelas mensais.

O processo de negociação para isenção da taxa de anuidade deve ser realizado com calma. Lembre-se que você é o cliente e leva certa vantagem se for cliente antigo e tiver alto volume de utilização do cartão.

O processo de negociação para isenção da taxa de anuidade pode ser realizado através do número de atendimento do cartão.

Peça para falar com o setor responsável por anuidades e diga que você não utiliza os benefícios e o mais importante para continuar com o cartão é obter a isenção da anuidade.

Você deverá usar os argumentos tradicionais:

– O volume de gastos do seu cartão é considerável e por isto você é um cliente importante para a empresa.

– O mercado atual oferece opções de anuidade zero sem necessidade de utilização mínima.

– Um amigo ou familiar conseguiu a isenção da anuidade, então você também poderá conseguir.

– Você é um cliente antigo e paga sempre sua anuidade em dia.

Os 10 melhores cartões de crédito sem anuidade

1 – Credicard Zero

É um dos cartões de crédito sem anuidade do mercado.

Ele traz alguns benefícios interessantes, como descontos em viagens de Uber, na Decolar.com e em diversas lojas, como a Netshoes, Magazine Luiza e Extra.

Além disso, é possível gerenciar o cartão por um aplicativo em seu smartphone.

2 – Santander Free

Apesar de não ser oficialmente sem anuidade, o cartão de crédito Santander Free possui uma condição interessante, condicionando a isenção da anuidade aos gastos mensais.

Caso o cliente gaste pelo menos R$100 por mês com o cartão, ele terá isenção da anuidade.

O cartão pode ser solicitado, inclusive, por quem não é correntista do Banco Santander.

3 – Banco Inter

O Banco Inter, antes Banco Intermedium, oferece um cartão de crédito internacional sem anuidade, com a bandeira Mastercard, aos seus correntistas.

Para solicitar, basta abrir uma conta digital no banco, através do site ou do aplicativo.

Todo processo do cartão, como recebimento e pagamento da fatura, também será feito através do site ou do aplicativo.

4 – Nubank

Com mais de 1 milhão de clientes, o Nubank vem ganhando popularidade entre os consumidores brasileiros. O cartão de crédito é internacional, sem anuidade e com a bandeira Mastercard.

Um grande diferencial é o fato de poder gerenciar os gastos com o cartão, em tempo real, através do smartphone.

5 – Digio

Segue a mesma linha do cartão Nubank. Só que este cartão é emitido pelo banco CBSS.

Com o Digio você tem a liberdade de solucionar seus problemas sem sair de casa.

É possível fazer tudo pelo seu smartphone. E também sem anuidade.

Outras opções

6 – Neon

A proposta do Banco Neon é ser 100% digital, totalmente integrado com o seu smartphone e sem cobrar tarifas de anuidade.

Para você obter o cartão Neon é preciso abrir uma conta no banco.

O cartão é vinculado à conta 100% digital do Neon, sem taxa de manutenção, e compete com pelo menos outros sete sem anuidade, de fintechs e bancos tradicionais que entraram no páreo.

7 – Banco Original

O cartão de crédito do Banco Original é sem anuidade e internacional.

Ele possui programa de pontos Cashback Original. Isso significa que é devolvida parte dos gastos de seus clientes.

8 – BMG

Esta opção é voltada para funcionários públicos, aposentados e pensionistas. O BMG Card é um cartão internacional, com a bandeira Mastercard, que não possui anuidade.

O limite de crédito do cartão é de até 2,5 vezes o salário em folha, para servidores públicos, e de até 25 vezes o valor disponível do consignado, para aposentados e pensionistas.

9 – Saraiva

Este é um dos cartões mais populares no mercado brasileiro. Isso por conta de seus benefícios, limite elevado e por não cobrar anuidade.

PUBLICIDADE

Ele é oferecido com a bandeira Visa e não exige comprovação de renda para ser adquirido.

Além de não ter anuidade, o cartão ainda possui um ótimo programa de acúmulo de pontos.

Eles podem ser usados para descontos e ofertas em estabelecimentos e lojas parceiras.

10 – Meu Pag

A fintech pag! faz parte do Grupo Avista, um grande grupo financeiro com mais de 20 anos de atuação no Brasil.

Com o pag! é possível realizar pagamentos de contas, transferência de recursos, depósitos, saque na rede Banco24Horas e recarga de celular.

Tudo pelo celular, na palma da mão. É importante ressaltar que o pag! é um cartão de crédito junto a uma conta digital.

5 maneiras de não pagar (ou economizar) na anuidade do cartão

De fato, a anuidade do cartão de crédito é um tanto custosa ao consumidor.

Além da negociação com o banco ou instituição financeira, há formas de evitar pagar a anuidade do cartão. Veja algumas maneiras!

#1. Confira as ofertas

Já demos diversas opções de cartões sem anuidade. Veja cada opção e qual delas mais se encaixa no seu perfil de consumidor antes de assinar algum contato.

#2. Prefira os que dão bônus

Alguns dos cartões listados dão bônus aos clientes, desde pontos por cada compramilhas aéreas, até isenção da anuidade.

Quando há estes tipos de vantagens, mesmo que tenha que pagar anuidade, ainda vale a pena o investimento pelo benefício.

#3. Negocie na hora de renovar

Como já falamos, negociar a anuidade pode fazer a diferença nos gastos mensais com o cartão.

Utilize algumas das sugestões para a solicitação do reajuste no momento da renovação da anuidade.

Lembre-se: antes de aceitar a taxa, entre em contato com a agência ou instituição bancária para a alteração do valor.

#4. Cartões de loja podem dar melhores condições

É comum que lojas e grandes marcas ofereçam cartões de crédito aos seus clientes e, muitas vezes, os benefícios oferecidos são bem mais em conta do que as das agências bancárias.

#5. Cancele o cartão

Caso nenhuma alternativa dê certo e o valor da anuidade esteja alto demais, verifique suas possibilidades de cancelamento.

Desta forma, poderá ter contato com outros cartões e instituições financeiras.

Caso deseje voltar, o banco ainda oferece melhores condições para quem volta a utilizar seus serviços.

Atente-se apenas ao prazo de 12 a 18 meses para voltar a ser cliente. Lembrando que não é inteligente cancelar o cartão muito tempo antes do reajuste.

PUBLICIDADE

Nem sempre vale a pena

Concentrar compras nos cartões de crédito sem anuidade nem sempre é vantajoso.

Existem cartões de crédito que possuem um custo-benefício que justifique o pagamento da anuidade.

Benefícios vão desde milhas aéreas, seguros e concierge até eletrodomésticos e eletroeletrônicos.

Como controlar o uso do cartão

Por conta da falta do planejamento financeiro e do controle nas compras, as finanças ficam desorganizadas e desequilibradas.

Esta é uma das principais causas do endividamento e um dos vilões mais conhecidos é o cartão de crédito.

Mas antes de qualquer coisa é preciso ter consciência de que o cartão é uma ferramenta. Assim como todas as ferramentas, a forma de utilização fará a diferença nos resultados.

Dessa forma, se o cartão de crédito for usado com disciplina e planejamento, proporcionará diversas vantagens ao usuário.

Para utilizar o cartão de forma sadia e consciente, siga as seguintes dicas:

– Monte um planejamento financeiro: programe suas compras em geral, além de acompanhar o valor da fatura de acordo com os gastos.

– Registre os gastos: pode ser um lanche na rua ou uma compra grande, é importante anotar todos os gastos para facilitar a organização das finanças. Opte por planilha de gastos ou aplicativos de finanças para analisar os gastos

– Não use mais de 50% do salário com o cartão: o cartão de crédito dá uma falsa sensação de que tem dinheiro para gastar. O problema é quando a fatura chega e tem de pagar no próximo mês.

– Evite ter mais de um cartão: um cartão representa custos, desde as compras até mesmo aos gastos com anuidades. Quem tem mais de um cartão tende a exagerar nas compras e acabar gastando mais do que deveria.

– Não pague o mínimo: pagar o valor mínimo não é uma boa opção devido aos juros do cartão. O parcelamento também é uma alternativa cara para os endividados com o cartão. Caso tenha dificuldades com o pagamento da fatura, opte pelo empréstimo no crédito especial, pois possuem juros menores.

Saiba como funciona o cartão de crédito com cashback

Você provavelmente já escutou falar do cartão de crédito com cashback, mas sabe como ele funciona?

Sabe quais cartões têm esse benefício e como adquiri-lo? No cashback, em vez de acumular milhas, o consumidor recebe um percentual do valor das compras realizadas.

Essa nova modalidade já é conhecida no exterior e vem ganhando força no Brasil. Porém, não são todos os cartões de crédito que contam com o cashback.

Aqueles que utilizam o cartão de crédito com cashback podem usar o valor acumulado para comprar o que quiserem.

Quer saber como funciona e quais cartões de crédito aceitam cashback?  Entenda mais sobre o assunto e aprenda a conseguir dinheiro de volta utilizando o seu cartão.

E aí, já fez sua escolha de instituição financeira para ter um cartão de crédito? Conte para nós nos comentários!

PUBLICIDADE

Informações | FinanceOne

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Continue Lendo

Finanças

Nome Limpo: Significado, Vantagens e Como Consultar em 2019

Todo mundo que já fez alguma operação financeira, como um empréstimo ou uma compra parcelada, sabe a importância de ter o nome limpo

Afinal, é ele que permite que você consiga a aprovação de crédito para ter o recurso que permite alcançar os seus principais objetivos. 

Portanto, neste artigo, você vai tirar todas as suas dúvidas sobre este conceito. Você vai aprender o que ele significa, quais são as suas vantagens e como consultar em 2019. Vamos lá!

PUBLICIDADE

O Que Significa Nome Limpo?

Basicamente, ter o nome limpo significa não ter o nome registrado em nenhum dos programas de proteção de crédito que existem no país

Alguns dos mais comuns são os Sistemas de Proteção de Crédito (SPC), Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF) ou o Serasa Experian.

Na prática, isso significa que não existe nenhuma conta em aberto em seu nome, além de não constar nenhuma dívida. 

Caso contrário, quando existe algum débito em seu nome, você pode ser impedido de conseguir algum crédito, como no momento de fazer um financiamento ou receber um empréstimo.

Vantagens de ter o nome limpo

Vantagens de ter o nome limpo

Quando você está nessa situação, tem muito mais chances de ser aprovado em qualquer pedido que envolva uma avaliação de crédito, como os mencionados acima. Assim, você pode manter a sua situação financeira em controle mais facilmente e cumprir os seus objetivos.

Ter o nome limpo é um dos principais quesitos para aumentar as chances de receber um empréstimo. 

PUBLICIDADE

Além dele, é importante ter alguma forma de comprovação de renda, bem como um plano de pagamento que se encaixe no orçamento pessoal. Tudo isso é considerado no momento de solicitar um empréstimo.

Com o nome sujo, suas opções acabam se tornando um pouco mais limitadas, o que vai lhe acarretar mais dificuldades para conseguir um empréstimo

Provavelmente, você vai precisar encarar certas condições desfavoráveis de pagamento ou uma taxa de juros um pouco maior. 

Portanto, sempre busque controlar as suas dívidas e manter o nome limpo pois, além de ter mais tranquilidade, você pode conseguir um crédito pessoal com mais facilidade.

Como saber se meu nome esta limpo?

Se, recentemente, você passou por algum processo de tentativa de crédito e teve o seu pedido negado, é possível que seu nome não esteja limpo. Portanto, é preciso investigar o mais rápido possível se este é o caso, para tentar reverter a situação.

As dívidas acumuladas são um dos principais motivos para essa situação que, infelizmente, se torna mais comum com a crise que abateu o país nos últimos anos. 

Felizmente, existem diversas formas de consultar se o seu nome está limpo. Em grande parte dos sistemas mencionados, existem ferramentas de consulta online e gratuitas. 

Score Bom Pra Crédito – Como Funciona

Score Bom Pra Crédito – Como Funciona

Para conhecer a situação do seu nome, você pode usar a ferramenta de Score do Bom pra Crédito. Lembrando que score é uma pontuação que vai de 0 a 1.000. Quanto maior o seu score, mais chances você tem de conseguir um empréstimo!

A pontuação do score é dividida em três grupos que indicam a possibilidade de conseguir solicitar um empréstimo:

  • Abaixo de 300 pontos: baixa possibilidade;
  • Entre 300 e 700 pontos: média possibilidade;
  • Acima de 700 pontos: alta possibilidade.

O score é dinâmico, ou seja, ele é atualizado conforme os seus hábitos financeiros. Podendo ser aumentado se suas dívidas forem quitadas, por exemplo.

Para acessá-lo, basta fazer o cadastro na plataforma do Bom pra Crédito e consultar o seu score sempre que desejar. 

Serasa Score – Como Funciona

O Score da Serasa também é uma pontuação que avalia qual é a relação entre o CPF em questão e o mercado de créditos. 

Também é uma pontuação dividida em três categorias, exatamente como a do Bom pra Crédito e que ajuda os consumidores a reconhecerem a sua posição em relação à possibilidade de conseguir empréstimos.

Já a Serasa em si, é uma empresa privada, cujo objetivo é trazer informações que podem ser usadas como referência de crédito por empresas. Para isso, ela tem um banco de dados com informações sobre os pagamentos vencidos e dívidas não pagas, além de cheques sem fundo.

SPC Score – Como Funciona

SPC Score – Como Funciona

Já o SPC Score é produzido pelo Serviço Geral de Proteção de Crédito, uma instituição que tem o mesmo objetivo da Serasa e que também busca avaliar o score da população brasileira.

O objetivo do score são praticamente os mesmos, a principal diferença é na forma como as informações são obtidas. 

A Serasa recebe as informações diretamente dos bancos, enquanto o SCP recebe das associações de comerciantes. No entanto, quando o CPF fica sujo em um, acaba quase automaticamente ficando sujo no outro.

Vale ressaltar que a consulta do Score no SPC está apenas disponível para as empresas.

SCPC Score – Como Funciona

O Serviço Central de Proteção de Crédito (SCPC) permite a consulta do CPF online e gratuitamente, assim como o Serasa e o Bom pra Crédito. 

Ele também é um serviço de proteção de crédito. A diferença é que ele tem o objetivo de proteger empresas pertencentes ao grupo Boa Vista, que o controla.

O que é Cadastro Positivo?

O que é Cadastro Positivo

Para equilibrar um pouco o jogo, existe o Cadastro Positivo. Esta é uma iniciativa da Serasa que permite mostrar a empresa de crédito não somente os erros dos clientes, mas também os seus acertos.

Muitas vezes, o nome acaba sendo cadastrado em um dos serviços anteriores por conta de um deslize ou de uma situação momentânea que não necessariamente reflete os seus hábitos reais como consumidor.

Por isso, o Cadastro Positivo reúne informações sobre diversos outros tipos de pagamentos, como todas as contas da sua casa e outros empréstimos que você possa ter solicitado e quitado. É uma forma de mostrar que você é, de fato, um bom pagador.

Como o Cadastro Positivo pode ajudar a ter o nome limpo?

Com o Cadastro Positivo, você pode ir cadastrando as suas informações e criar um histórico de bom pagador. Ele pode, ainda, aumentar o seu Score de crédito.

O assunto é tão importante que virou lei e já foi aprovada no congresso e aguarda sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Com ela, o perfil de risco vai ser traçado com muito mais precisão e alguém que ficou com o nome sujo por conta de um momento difícil, não vai precisar ser enquadrado como um inadimplente recorrente.

Consigo um empréstimo pessoal com o nome limpo?

Como dito anteriormente, com o nome limpo é muito mais fácil conseguir um empréstimo. Mas, isso não significa que é 100% garantido. Sempre existe a possibilidade de o seu crédito ser negado, mesmo com o nome limpo.

Por isso, é importante sempre buscar formas de melhorar as suas chances de conseguir o empréstimo.

É importante garantir que você tem a sua renda comprovada e que você solicita um empréstimo que se encaixa nas suas condições de pagamento. Caso contrário, suas chances são baixas mesmo com o nome limpo.

Se você está precisando de um crédito, confira o empréstimo pessoal com o Bom pra Crédito. Com ele, você tem acesso às melhores taxas e condições com apenas um único cadastro.

Para isso, consultamos mais de 30 financeiras de crédito para você receber ofertas em até 5 minutos.

PUBLICIDADE

Outras perguntas sobre nome limpo
Outras perguntas sobre nome limpo
Então, para garantir que você realmente entendeu tudo o que precisa sobre o nome limpo, confira algumas outras perguntas bem comuns sobre o assunto.

Como limpar o nome sujo?

O caminho para limpar o nome sujo é por meio do pagamento ou da negociação das suas dívidas.

Nesse caso, o cadastro positivo pode ajudar, mas a solução realmente envolve eliminar de uma vez por todas as suas dívidas.

É importante procurar negociar. Pagar as dívidas pode levar um certo tempo e o ideal é que seu nome seja retirado de forma imediata.

Nesse caso, converse com o credor e mostre que existe um plano para o pagamento da dívida. Pague uma ou duas prestações para mostrar que você pretende pagar o resto e peça para o seu nome ser retirado.

A maioria das empresas aceita essa negociação, se você mostrar que está comprometido em pagar.

Portanto, o primeiro passo é organizar as suas finanças e se planejar para fazer o pagamento de todas as dívidas. Faça um levantamento de todas elas e busque maneiras de pagá-las o mais rápido possível.

Quanto tempo o nome fica sujo?

A duração de tempo que o nome fica sujo pode variar. Normalmente, ele fica sujo até que o pagamento seja feito ou até que a empresa que o colocou o retire, após alguma negociação. Existe outro ponto que é o prazo prescricional da dívida.

Mesmo assim, é comum pagar a dívida e o nome ainda constar como sujo. Nesse caso, pode ser que haja algum problema burocrático que leva a um pequeno atraso no processo de retirada do nome.

Isso é normal e pode durar até 5 dias após o pagamento para que o nome saia do banco de dados dessas instituições.

Como ver restrição no nome de graça pelo celular?

Como o celular é usado para praticamente tudo nos dias de hoje, é natural se perguntar se existe alguma forma de ver a restrição do nome de graça por meio do celular. Felizmente, a resposta também é sim.

O Bom pra Crédito tem uma ferramenta de consulta de score que pode ser acessada pelo celular de maneira totalmente gratuita.

O que é e como funciona o Feirão Limpa Nome?

O Feirão Limpa Nome é uma iniciativa da Serasa que permite que você negocie a sua dívida com os bancos, recebendo até certos descontos.

Para isso, é necessário se cadastrar e entrar na plataforma do feirão para consultar todas as suas dívidas atrasadas.

Pela própria plataforma, você pode conferir as opções de negociação e escolher a que faça mais sentido para você. Então, você pode gerar o boleto e já pagar as suas dívidas para ter o seu nome limpo.

Como negociar minhas dívidas para limpar meu nome?
O Bom pra Crédito tem uma plataforma para você negociar as suas dívidas e limpar de uma vez por todas o seu nome.

PUBLICIDADE

Nela, você coloca o valor da sua dívida e o quanto acha que conseguiria pagar por mês e o nosso sistema vai fazer a cotação em diversos bancos para tentar achar a solução ideal para você. É uma ótima forma de limpar o seu nome de uma vez por todas.

Nome sujo caduca?

Esta é uma dúvida comum de que a dívida caduca após cinco anos. O mito diz que após esse período de tempo a dívida é perdoada. Evidentemente, isso não é verdade.

O que ocorre é que existe, sim, um prazo de prescrição, porém, esse tempo é referente apenas a possibilidade de manter o nome do devedor nos órgãos de proteção de crédito.

Segundo o código de defesa do consumidor, o nome sujo só pode fazer parte desses registros por esse período máximo. Após isso, ele, de fato, é retirado.

Mas, a instituição financeira sempre vai ter informações sobre essa dívida, o que significa que será muito mais difícil ainda conseguir um empréstimo com ela.

Além disso, após certo tempo, o banco pode vender a dívida para outra instituição, especializada em cobranças. Nesse caso, é esta nova empresa que vai buscar ter o retorno.

Logo, a dívida jamais “caduca”, ou seja, é perdoada.

Conclusão

Ter o nome limpo é muito importante principalmente para quem precisa de crédito. Como vimos acima, ele não garante 100% de aprovação em um empréstimo, mas ajuda bastante.

O problema é que você provavelmente só vai sentir essa necessidade no momento em que mais precisa.

Portanto, procure sempre garantir que o seu nome esteja limpo: tenha um controle financeiro mais preciso, planeje bem os seus gastos e evite acumular mais dívidas do que pode pagar. Assim, você terá uma vida financeira mais tranquila e sem preocupações!

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Continue Lendo

POPULARES