Ligue-se a nós
[adrotate group="1"]

Votuporanga

Dona Eva e seu Rubens entregam 223 quilos de alimentos a Santa Casa de Votuporanga

Casal solidário destinou 120 litros de leite e 103 quilos de macarrão para a Santa Casa

Quem conhece o casal Dona Eva Rosa Ribeiro e Antônio Rubens Ribeiro sabe do seu amor em ajudar. Da dedicação em projetos sociais. Do comprometimento em plantar o bem e regar essa semente diariamente, com esperança e fé.

Mensalmente, eles enchem seu carro de doações para a Santa Casa de Votuporanga. Ao chegar no Almoxarifado do Hospital, o olhar satisfeito de quem cumpriu aquilo que chamam de missão: empatia.

Nesta semana, os heróis trouxeram mais uma remessa de colaborações. Ao todo, foram 223 quilos de alimentos, sendo 120 litros de leite e o restante de macarrão, recebidos pelo Serviço de Nutrição e Dietética da Instituição.

A doação faz parte do projeto “Solidariedade sem Fronteiras – Amor em Ação”, que a cada mês une mais parceiros e resulta em mantimentos. “Nossa felicidade é enorme por contribuir com uma causa tão nobre”, afirmou Eva.

A corrente do bem aumenta por onde eles passam. “Acompanhamos o trabalho da Instituição e sabemos da demanda. Temos muitos amigos, que atendem nosso chamado. Somos um meio dos votuporanguenses ajudarem a Santa Casa”, complementou.

O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, agradeceu o casal. “Receber Seu Rubens e Dona Eva é sempre uma alegria. Eles estão sempre dispostos a pensar no outro, enchendo seu carro de amor e de esperança. Nossos pacientes agradecem todo empenho, que deixa nosso prato cheios de solidariedade”, concluiu.

Anúncio
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaques

Após reunião com o prefeito, vereador Daniel anuncia melhorias para atendimento ao público na Caixa Federal

Durante o seu discurso proferido na tribuna da Câmara Municipal de Votuporanga, na sessão ordinária desta segunda-feira, o vereador Daniel David anunciou que a Prefeitura tomará, já a partir desta terça-feira, dia 5, várias medidas para garantir um melhor atendimento às pessoas que estão se dirigindo até a agência da Caixa Econômica Federal para sacar o Auxílio Emergencial do Governo Federal.
Na manhã desta segunda-feira, o vereador esteve reunido com o prefeito João Dado, que garantiu que uma força-tarefa envolvendo diversas secretarias municipais foi implantada para melhorar o atendimento ao público que, desde a semana passada, vem formando longas filas e até pernoitando defronte a Caixa para garantir um melhor lugar de atendimento no dia seguinte.
Conforme o vereador Daniel informou em seu discurso, a Prefeitura de Votuporanga cederá a Concha Acústica “Professor Geraldo Alves Machado” para que clientes da Caixa Econômica Federal esperem por atendimento a partir desta terça-feira (5/5). A solicitação foi realizada pela Agência local, por meio de Ofício nº 0364/2020, de 01 de maio de 2020, e o próprio vereador Daniel o Executivo prontamente disponibilizou o espaço, que atenderá as normas contidas em Decretos Municipais visando a redução da transmissibilidade do novo Coronavírus (Covid-19).

Para garantir a segurança e o conforto dos munícipes, está sendo realizado um trabalho conjunto entre as Secretarias Municipais da Cidade, com participação também da Defesa Civil; da Cultura e Turismo; de Trânsito, Transporte e Segurança; e da Superintendência de Água, Esgotos e Meio Ambiente de Votuporanga – Saev Ambiental.

Desta forma, a Prefeitura de Votuporanga disponibilizará a estrutura necessária para contribuir com a espera pelo atendimento da agência, como som para a chamada de senhas e água para os munícipes que estiverem aguardando na Concha Acústica. A Defesa Civil estará no local para contribuir com a organização do atendimento.

A Secretaria de Trânsito, Transporte e Segurança e a Polícia Militar, por meio da Atividade Delegada, realizarão o trabalho de organização e segurança para a travessia de pedestres pela rua São Paulo, sentido Caixa Econômica Federal.

A Saev Ambiental incluirá a Concha Acústica e mediações na lista dos locais atendidos para a desinfecção de ruas e calçadas usando o caminhão-pipa da Autarquia com solução de água e hipoclorito de sódio. 

É importante ressaltar que só poderão adentrar ao espaço pessoas que estiverem fazendo o uso de máscara facial, como determina também o Decreto Municipal 12.262, de 22 de abril de 2020.

Continuar Lendo

Votuporanga

UNIFEV e Colégio Unifev seguem atividades acadêmicas com aulas online

Alunos e professores retornaram na segunda quinzena de abril e já se adaptaram à nova rotina de estudos

Desde o dia 13 de abril, a UNIFEV e o Colégio Unifev retomaram as suas atividades acadêmicas, com aulas diárias e online. Neste período de isolamento social, todo o calendário letivo foi alterado e adaptado para dar continuidade à rotina de estudos dos alunos.

Para isso, a Instituição adotou a metodologia de aulas remotas. Segundo o Reitor da UNIFEV, Prof. Dr. Osvaldo Gastaldon, o intuito é manter o mesmo padrão de qualidade das aulas presenciais.

“Optamos por esse método, pois permite uma maior interação entre professores e estudantes, o que é diferente na Educação a Distância (EAD). Nossas aulas estão ocorrendo em tempo real, no mesmo horário e com o mesmo docente da aula presencial. Na EAD, por exemplo, os conteúdos são, em grande parte, gravados e reaproveitados em grande escala”, explicou.

A metodologia tem agradado, e muito, alunos do Colégio Unifev, que contam com o apoio dos familiares nos estudos diários, como é o caso da Maria Cristina Zapparoli Bortole, mãe do Eduardo (9º ano).

“A experiência das aulas online, como sabemos, é nova para todos nós. Na minha opinião, é extremamente importante para esse momento específico que estamos vivendo. Como mãe, estou vendo o empenho diário de toda a equipe, que nos orientou bastante, desde o início. O Eduardo se adaptou bem e não está tendo dificuldades”, disse.

Maria Cristina ainda contou que a única dificuldade de seu filho talvez seja ficar longe dos amigos de turma. “Ele, assim como todos nós, sente falta da interação e do contato físico. Mas, tenho certeza que tudo passará em breve. Agradeço, em especial, aos professores e à direção da Escola, que também estão enfrentando um grande desafio”.

Para os alunos dos cursos de graduação, a experiência também está sendo positiva. Segundo Stephany Lopes, estudante do 9º período de Psicologia, o momento exige paciência e adaptação. “É muito melhor se adaptar do que paralisar. A plataforma que estamos utilizando durante as aulas é excelente e não apresentou nenhum problema até o momento. Para mim, é como se estivéssemos de forma presencial, pois o professor está ali o tempo todo e consigo absorver todo o conteúdo”, afirmou.

A nova rotina também tem agradado Pamela de Poli Toninatto, aluna do 7º período do curso de Arquitetura e Urbanismo. “Essa metodologia foi uma ótima escolha, assim como a ferramenta, que é funcional e intuitiva. Sentimos falta das aulas práticas e visitas de campo, mas sabemos que, quando tudo passar, retomaremos a essas atividades”, completou.

De acordo com Celso Penha Vasconcelos, Diretor-Presidente da Fundação Educacional de Votuporanga (FEV), mantenedora da UNIFEV e do Colégio, toda a Instituição está se preparando para a volta das aulas presenciais, assim que for liberada pelas autoridades competentes.

“Enquanto isso não acontece, agradecemos pelo empenho de todos os gestores, coordenadores, professores e alunos que não estão medindo esforços para dar continuidade ao calendário acadêmico, sem deixar a qualidade educacional de lado”, finalizou.

Continuar Lendo

Destaques

Bruno e Humberto: solidariedade de peso

Foram arrecadados mais de R$3 mil em dinheiro, 10 mil máscaras e três toneladas de alimentos para a Santa Casa

Foram mais de três horas e meia de apresentação online, divertida e de muita música boa! O sábado já valeu à pena pela alegria, mas o propósito foi além do entretenimento. Os cantores Bruno e Humberto fizeram uma live em prol à Santa Casa de Votuporanga e a ONG dos Animais.
Com apoio da Apravel, Net Rubi, Cerveja Petra, V1, Rádio Cidade e Espeto Du Cheff, a atração contou com mais de três mil visualizações. O show despertou muita solidariedade e amor ao próximo. Os artistas arrecadaram mais de R$3 mil em dinheiro, 10 mil máscaras e três toneladas de alimentos para a Instituição, única que atende o Sistema Único de Saúde (SUS) da cidade. “Marcão Braz e a Arlete Lima nos procuraram para ajudar as entidades e, prontamente, atendemos o pedido. Foi uma tarde do bem, possível graças à grande parceiros e amigos que contribuíram!”, disse o cantor Bruno.

Ele reforçou o isolamento. “Fiquem em casa. A gente está por uma ação maior, mas se previna contra Coronavírus, use álcool em gel. Fé em Deus que tudo vai passar e estaremos ainda melhores e mais fortes”, complementou.

O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, agradeceu a iniciativa. “Bruno e Humberto são talentos de casa, conscientes da realidade das entidades, especialmente do nosso Hospital. Grandes parceiros, que se disponibilizaram a promover uma live de sucesso. O resultado é a doação, que será revertida em benefícios para os pacientes”, disse.

Continuar Lendo

Populares

%d blogueiros gostam disto: