Destaques

Prefeitura de Votuporanga orienta para o combate ao Aedes durante o verão

Os índices de chuva acima da média somado às altas temperaturas dos últimos dias são condições típicas da estação mais quente e chuvosa do ano. Só no último final de semana choveu 102 milímetros, conforme dados do pluviômetro da Saev Ambiental. Com isso, equipes do Setor de Controle de Endemias e Zoonoses (Secez), da Secretaria Municipal da Saúde intensificam os alertas, e a Prefeitura de Votuporanga conta com o apoio dos moradores para o controle de criadouros ao Aedes Aegypti. 

É neste período de pancadas de chuva e muito calor que se cria ambiente favorável para formação de criadouros e reprodução do mosquito, consequentemente, à disseminação da dengue, do zika vírus, febre amarela e chikungunya. Em Votuporanga, não houve nenhum registro nos primeiros dias deste ano. 

Prevenção

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor. Portanto, não se deve deixar água parada em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.         

Ações

No trabalho de Controle ao Aedes Agypti, a Secretaria Municipal de Saúde por intermédio do Secez (Setor de Controle de Endemias e Zoonoses) realiza rotineiramente visitas nas casas, como também, arrastões, bloqueios, pulverizações, eliminação de criadouros, orientações aos moradores e trabalho de educação em saúde nas escolas, indústrias, clubes de serviços, igrejas, entre outros.  

O Setor orienta à população a manter os quintais limpos, eliminando possíveis criadouros como garrafas, sacolas plásticas, entre muitos outros recipientes que possam acumular água da chuva. É igualmente importante lavar os bebedouros dos animais com água, bucha e sabão; limpar calhas, utilizar produtos (detergente, sabão em pó) nos ralos internos e externos, a fim de se evitar a proliferação do vetor.  

Ao sentir sintomas como coceira no corpo, dores nas articulações, corpo e de cabeça; cansaço físico e mental; vermelhidão, sensibilidade nos olhos, náuseas, vômitos, tonturas, perda de apetite, febre baixa ou de início súbito, procure a UPA – 24 horas (Unidade de Pronto Atendimento) ou Hospital do Pozzobon “Fortunata Germano” para atendimento médico necessário.

Deixe seu comentário


Recomendado para você

  • alecrim1.png
  • Estar-Bem-logo.png