Destaques Polícia

Ex-atacante do CAV é preso após furtar celular e cair do telhado de casa durante a fuga

Além deste flagrante, Romário constava como foragido da Justiça pelo não pagamento de pensão alimentícia. FOTO: Reprodução | Internet

De acordo com informações, Romário, assumiu problemas com drogas e chegou ficar internado em centro de recuperação. Agora, procurava voltar ao mundo do futebol

Na manhã de quarta-feira (12), o ex-atacante Romário Marcelino de Sousa Santos, de 28 anos, foi preso após furtar um celular e cair do telhado de uma casa durante a fuga no bairro Vila Paes, em Votuporanga/SP.

Segundo a Polícia Civil, o ex-jogador invadiu uma casa, localizada na Rua Guaporé entre as Ruas Pernambuco e Sergipe, revirou os cômodos e furtou o aparelho. Na fuga, ele subiu no telhado da casa vizinha, mas caiu e se machucou.

O morador acionou a Polícia Militar e o ex-jogador do Clube Atlético Votuporanguense foi preso em flagrante, sendo levado a uma delegacia da cidade. Lá, ainda constava no sistema de Justiça um mandado de apreensão por falta de pagamento da pensão alimentícia. Diante disso, o jogador foi encaminhado para a cadeia de Santa Fé do Sul/SP, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Como jogador, Romário já atuou pela equipe do CAV nos campeonatos estaduais de 2012 a 2015. No Paulista da Série A3 de 2013, inclusive foi o artilheiro do clube no torneio com nove gols.

Já no Paulista da Segunda Divisão em 2012, equivalente ao quarto e último nível do Paulistão, Romário foi o artilheiro da competição com 18 gols e ajudou a equipe a conquistar o título e subir de divisão.

A última passagem do jogador por um clube profissional foi em 2017, pela Matonense, de Matão/SP. O jogador atualmente estava sem contrato com um clube profissional e chegou a ser internado em clínicas de reabilitação para dependentes químicos.

Deixe seu comentário