Connect with us

Manchete

Dengue cresceu quatorze vezes em relação ao ano passado em Votuporanga

Foram registrados mais de 2 mil casos positivos da doença este ano, um aumento de 1.376%

Votuporanga registra quatorze vezes mais casos de dengue que no ano passado. Segundo nota enviada pela Secretaria de Saúde Municipal à Folha Regional , de 4 de junho, foram registrados 2.112 casos positivos da doença. No mesmo período do ano passado, houve 143 ocorrências, o que representa um aumento de 1.376%.

A incidência da dengue, que considera a proporção de casos em relação ao número de habitantes, tem taxa de 47,3 casos por 100 mil habitantes. A região Sudeste concentra mais de 474 mil casos de dengue. 

Está com dengue? Veja mitos e verdades sobre o tratamento:

Quantas vezes uma pessoa pode pegar dengue?

Quatro vezes, pois existem quatro tipos de vírus, segundo o infectologista Paulo Olzon, chefe da disciplina de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Porém, ele afirma que, normalmente, quando o paciente contrai a dengue uma vez, costuma desenvolver resistência aos outros tipos vírus da doença. A intensidade da infecção depende da sensibilidade do organismo em relação aos vírus. Já o período não varia: é de 7 a 10 dias

Quem está com dengue pode tomar analgésicos?

O infectologista afirma que é preciso evitar alguns tipos de analgésicos que contenham ácido acetilsalisílico, como a Aspirina, pois, como a dengue diminui a quantidade de plaquetas no sangue (células responsáveis pela coagulação), esse medicamento, que afina o sangue, torna o paciente mais suscetível a hemorragias. Outro remédio que deve ser evitado é o paracetamol que, ao ser combinado com a dengue, que também ataca o fígado, pode causar infecções no órgão. O infectologista afirma que o mais recomendado é o uso de dipirona para abaixar a febre.

Dengue comum pode virar hemorrágica? 

Sim. Olzon afirma que a dengue hemorrágica não é frequente, mas acontece geralmente em pessoas que tenham mais de uma infecção ao mesmo tempo, podendo, inclusive, estar infectada por dois vírus da dengue ao mesmo período. Outra forma de desenvolvimento de dengue hemorrágica seria por uma queda importante dos níveis de plaquetas no sangue, causando hemorragia. A dengue hemorrágica costuma provocar manchas avermelhadas na pele e sangramentos no sistema digestivo, sendo o sangue expelido pelas fezes e em vômitos.

Qual a diferença entre o tipo 1 e o tipo 2 da dengue? 

Os tipos de vírus da dengue são diferentes em sua constituição, por isso quando uma pessoa contrai um tipo, ela cria imunidade específica para ele, segundo o médico. Porém, não existem diferenças de sintomas ou grau de acometimento da doença. Um tipo não é mais grave que o outro. Olzon afirma que a gravidade dos vírus depende das mutações que eles sofrem e da sensibilidade da pessoa à infecção.

O que comer quando está com dengue? 

O infectologista afirma que é comum que o paciente, ao ter quadros infecciosos acompanhados de febre, tenha perda do apetite. O recomendado é que esse paciente coma alimentos leves, como sopas, caldos e purês, e evite alimentos pesados, como carne, que demanda maior dificuldade para ser digerida.

É perigoso contrair dengue na gravidez? 

Olzon explica que o tratamento para dengue durante o período gestacional é o mesmo, com repouso, hidratação e uso de antitérmicos contra febre. O infectologista afirma que, normalmente, a infecção por dengue não oferece risco para a mãe ou para o bebê.

Se a pessoa estiver com dengue, ela pode sair de casa? 

Depende. O infectologista afirma que, se o paciente estiver sentindo muito cansaço, com febre alta e dores no corpo, pode ser que não consiga sair, tendo a recomendação de permanecer em repouso. Caso a pessoa esteja com um quadro leve de dengue ou estiver se recuperando, ela pode sair.

Consumir inhame ajuda a melhorar o mal-estar da dengue? 

O infectologista afirma que, embora haja a crença popular de que o consumo de inhame possa aumentar o bem-estar do paciente, trata-se de um mito. “Não existe comprovação científica de que o inhame provoque melhoras na dengue”, diz.

O paciente de dengue deve optar por ambientes arejados e tentar reagir à doença? 

O ideal, segundo o infectologista, é permanecer em repouso para melhorar a sensação causada pela infecção. Manter o ambiente arejado é uma opção do paciente, mas, por conta da febre, dificilmente é escolhida.

Os sintomas começam a melhorar depois de quantos dias? 

Olzon afirma que a infecção dura de 7 a 10 dias. De acordo com o médico, há uma piora no quadro até o terceiro dia, seguido por uma melhora a partir do quarto dia de infecção;

Fonte Secretaria Municipal de Saúde de Votuporanga / R7

Deixe seu comentário

Manchete

Instagram começa testes de ocultação de curtidas em publicações no Brasil

De acordo com a rede social, a ação busca evitar competições e incentivar os usuários a focarem nas histórias compartilhadas. 

Nesta quarta-feira (17), o Instagram iniciou no Brasil um teste que oculta a contagem de curtidas em postagens. De acordo com a empresa, a intenção é que “os seguidores se concentrem mais nas fotos e vídeos que são compartilhados, do que na quantidade de curtidas que recebem”. 

Na prática, apenas o proprietário do perfil continuará sabendo quantas curtidas suas publicações receberam. Seus seguidores não terão mais acesso ao número de “likes”. 

“Não queremos que as pessoas sintam que estão em uma competição dentro do Instagram e nossa expectativa é entender se uma mudança desse tipo poderia ajudar as pessoas a focar menos nas curtidas e mais em contar suas histórias”, disse a empresa em nota. 

O teste foi iniciado no último mês de maio no Canadá. Para o Instagram, os primeiros resultados são animadores, mas ainda é preciso analisar como a mudança afeta a experiência dos usuários do aplicativo. 

Deixe seu comentário

Continue Lendo

Manchete

Dona Eva e seu Rubens: 1 tonelada de alimentos para a Santa Casa de Votuporanga

Casal solidário aproveitou o aniversário de Dona Eva para celebrar a união

O projeto “Solidariedade sem Fronteiras – Amor em Ação” de Antônio Rubens Gomes Ribeiro e Eva Rosa Ribeiro está em constante evolução. É um ciclo virtuoso, que a cada mês une mais parceiros e resulta em quilos e mais quilos de alimentos para a Santa Casa de Votuporanga.

Neste mês, o casal inovou na arte de fazer o bem. Dona Eva celebrou seu aniversário no dia 22 de junho, com pensamento de beneficiar centenas de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) do Hospital votuporanguense.

Ao invés de presentes, ela solicitou alimentos para a Instituição.  “Envolvemos toda a família, inclusive meus netos Vitor e Luiza. Foi o aniversário mais feliz da minha vida, porque estava com quem eu amo e ainda ajudando o próximo”, contou.

Dona Eva falou da satisfação em colaborar. “Completei meus 68 anos realizando sonho de quem sonha com a alegria do próximo. Graças à Deus, amigos e irmãos compartilharam conosco o maior presente para todos: contribuir com a Santa Casa. Nosso muito obrigado”, complementou.

Ela agradeceu todos os envolvidos. “Infelizmente, algumas pessoas ficaram para trás, mas não faltará oportunidade. Nossa eterna gratidão para aqueles que nos auxiliaram, que Deus abençoe!”, destacou.

O casal arrecadou aproximadamente 1 tonelada de alimentos, que foram entregues para o Serviço de Nutrição e Dietética do Hospital. O setor é responsável pelo fornecimento de 1.700 refeições a pacientes e acompanhantes diárias.

O provedor da Instituição, Luiz Fernando Góes Liévana, agradeceu a doação. “Seu Rubens e dona Eva são pessoas altruístas, que servem de exemplo. São a empatia em forma de amor, sempre se colocando à disposição do outro. Nos faltam palavras para agradecer tamanha dedicação, mensal e que nos enche de esperança e generosidade”, finalizou.

Deixe seu comentário

Continue Lendo

Manchete

Polícia deflagra operação que investiga transações financeiras de três instituições de Fernandópolis

De acordo com a Polícia Civil, as transações eram feitas entre a Santa Casa, a Unimed e o Instituto Avançado do Coração.

A Polícia Civil realiza uma operação para investigar transações financeiras feitas entre a Santa Casa, a Unimed e o Instituto Avançado do Coração (Iacor), na manhã desta terça-feira (16), em Fernandópolis (SP).

De acordo com informações preliminares da corporação, os policiais permanecem nos locais fazendo um levantamento de documentos no setor financeiro das três instituições.

G1 entrou em contato com a Santa Casa, a Unimed e o Instituto Avançado do Coração, mas ainda aguarda retorno.

Uma coletiva de impressa será feita na delegacia da cidade pelo delegado responsável pela operação.

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Continue Lendo

POPULARES

Copyright © 2019 FOLHAR.COM.BR