Craques se aposentam de seleções após fracassos na Copa da Rússia

author
1 minute, 43 seconds Read

A Copa do Mundo da Rússia foi o palco de estreias de jogadores, partidas inesquecíveis e, também, de despedida de craques. Alguns atletas não conseguiram ir longe na competição e, após fracassarem, anunciaram aposentadoria das respectivas seleções, como foi o caso de Andrés Iniesta e Javier Mascherano

Iniesta, de 34 anos, parou nas oitavas de final do Mundial com a seleção espanhola e, logo após a eliminação para a Rússia, anunciou que não defenderá mais a equipe nacional.

“Não foi uma decisão fácil, pelo contrário. Levei muitos meses pensando nisso. A ilusão e a vontade para continuar são totais, mas sempre disse que terminaria fazendo o melhor para a seleção”, afirmou o craque

O mesmo aconteceu com Mascherano, que, aos 34 anos, se despediu da seleção Argentina depois da derrota para a França, também nas oitavas.

“É hora de dizer adeus. De agora em diante desejo que todos os que continuem possam conquistar o que foi buscado. O sonho acabou”, disse à emissora argentina TyC

Keisuke Honda, do Japão, também decidiu dar adeus à seleção após uma derrota na Copa: contra a Bélgica, nas oitavas de final.

“Posso ter encerrado minha carreira na seleção, mas estou feliz porque temos muitos jogadores jovens nos seguindo, e acho que eles escreverão uma nova história para o futebol japonês”, disse ele depois da partida

Outro japonês que não defenderá mais a equipe do país é Makoto Hasebe. O anúncio também foi feito depois do revés contra os belgas, que enfrentam a França nesta terça-feira (10)

Rafa Márquez, experiente zagueiro de 39 anos do México, não se despediu só da seleção, mas do futebol. O jogador informou que pendurou as chuteiras após a eliminação da seleção mexicana para o Brasil, nas oitavas da Copa.

“Esse era o plano. Foi tudo lindo e especial. Fizemos uma bela Copa e lutamos até o fim”, disse ele

Similar Posts

%d bloggers like this: