Com Medina, 8 surfistas do Brasil estreiam bem e passam à 3ª fase na Austrália | Folha Regional
Connect with us

Folha Esporte

Com Medina, 8 surfistas do Brasil estreiam bem e passam à 3ª fase na Austrália

O Brasil começou bem a etapa de Margaret River, na Austrália, a quarta da temporada de 2019 do Circuito Mundial de Surfe. Dos 11 representantes do País que entraram na água, oito conseguiram avançar direto à terceira fase da competição. Entre eles estão os três maiores destaques: Gabriel Medina, Filipe Toledo e Italo Ferreira. Os três que ficaram em último lugar em suas baterias e terão de disputar a repescagem são Yago Dora, Caio Ibelli e Willian Cardoso – este último é o atual vencedor.

Disposto a se recuperar do 17.º lugar em Bali, Gabriel Medina sobrou na sua estreia em Margaret River. O atual campeão venceu a quinta bateria com 14,70 pontos e derrotou o compatriota Deivid Silva (11,94), que também avançou direto, e o australiano Jacob Willcox (11,60). Na sequência, Filipe Toledo não fez por menos e ganhou sua disputa contra o havaiano Sebastian Zietz por 14,73 a 12,00. O australiano Jack Robinson não participou e, assim, os dois já estavam classificados antes mesmo de caírem na água.

PUBLICIDADE

Um pouco antes de Medina, na quarta bateria, o potiguar Ítalo Ferreira fez a sua parte ao vencer com 14,03 e ficar na frente do francês Joan Duru (12,84) e do português Frederico Morais (11,90). Os outros brasileiros que se classificaram direto à terceira fase são Jadson André – passou junto com o havaiano John John Florence, atual líder da temporada, e mandou o norte-americano Kelly Slater para a repescagem -, Peterson Crisanto, Jesse Mendes e Michael Rodrigues.

Entre os três brasileiros que terão de disputar a repescagem, dois ficaram em último lugar em uma bateria que contava com um compatriota. Esses foram os casos de Caio Ibelli (contra Peterson Crisanto) e Willian Cardoso (contra Jesse Mendes). Em sua disputa, Yago Dora conseguiu 9,33 pontos e ficou em terceiro na batalha dominada pelo japonês Kanoa Igarashi (12,73), vencedor da etapa de Bali, com o australiano Soli Bailey (11,80) em segundo lugar.

Já na disputa entre as mulheres, o Brasil tem duas representantes. Com 13,90 pontos, Tatiana Weston-Webb venceu a quinta bateria e carimbou o seu passaporte para a terceira rodada – passou pela australiana Sally Fitzggibons (12,67) e por Silvana Lima. Após ficar fora das duas primeiras etapas da temporada recuperando-se de uma cirurgia no joelho direito e retornar na Indonésia, a cearense terá de disputar a repescagem ao ficar em terceiro com 7,44.

PUBLICIDADE

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Publicidade

Folha Esporte

Nadador de Votuporanga é medalhista em Brasileiro do RS

Heitor Napolitano Reis Fonseca, 14 anos, medalha de prata nos 400m medley infantil

O Campeonato Brasileiro Infantil, que é disputado no Clube Náutico União de Porto Alegre-RS neste domingo (24) marca um momento especial para a natação votuporanguense. Foi na competição que pela primeira vez na história um nadador do Centro de Formação Esportiva de Natação de Votuporanga conquistou medalhas em um campeonato brasileiro de natação convencional.

O nadador Heitor Napolitano Reis Fonseca, 14 anos, ficou com a medalha de prata nos 400m medley infantil 2 com o tempo de 4 minutos, 48 segundos e 95 centésimos. Ele também levou a prata nos 200m borboleta infantil 2, marcando 2 minutos, 10 segundos e 60 centésimos. As provas foram disputadas nesta quinta-feira (21).

O coordenador do Centro de Formação, Luiz Augusto da Silva Garcia, o Xaninho, destacou que Heitor vem apresentando gradativamente bons resultados, que agora culminaram nessa participação no Brasileiro. “Novamente colhemos bons frutos, desta vez colocando um nadador do Centro de Formação no cenário nacional, o que mostra o bom trabalho desenvolvido. Estamos muito felizes com mais essa conquista, que é do Heitor, mas também de toda uma equipe e de todo um trabalho realizado em conjunto”, destacou. Há duas semanas, o atleta havia conquistado a medalha de ouro nos 400m medley no Campeonato Paulista Infantil, em Guaratinguetá.

Heitor é um atleta que se desenvolveu nas categorias de base do Centro de Formação, portanto é símbolo de uma geração vitoriosa que começou a trabalhar na base e hoje conquista um resultado importantíssimo em uma competição de nível nacional.

O Centro de Formação Esportiva de Natação de Votuporanga é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Votuporanga, Governo do Estado de São Paulo e Secretaria Estadual de Esportes, Lazer e Juventude.

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Continue Lendo

Folha Esporte

Caratecas de Votuporanga conquistam 18 medalhas em competição internacional

Atletas se destacaram no Open Internacional de Artes Marciais, promovido entre os dias 19 e 20 de outubro, na cidade de Brasília

Os Caratecas votuporanguenses que representam a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer da Prefeitura de Votuporanga se destacaram conquistando 18 medalhas no Open Internacional de Artes Marciais, promovido entre os dias 19 e 20 de outubro, na cidade de Brasília. O evento foi realizado pela CONFAMEB (Confederação Artes Maciais Educativas) e Associação Paulo Borges de Brasília.

O campeonato contou com participantes de São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Paraíba, Sergipe, Minas Gerais, Tocantins, Distrito Federal, Equador e Peru.

Em nome do estado de São Paulo, oito votuporanguenses disputaram nas modalidades de Kata Individual, Kata Equipe, Kobudo (armas), Kumite Individual (lutas) e Desafio de Nações.

PUBLICIDADE

Ênfase para a performance do Sensei André Luís, que sagrou-se campeão em todas as Categorias, recebendo quatro medalhas de ouro e o Cinturão Desafio de Nações.

 

Confira os resultados

 
 

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Continue Lendo

Folha Esporte

Federação Paulista de Futebol interdita Estádio do Fefecê

Ao receber a decisão, o presidente do Fernandópolis Futebol Clube, Zé do Gás, desabafou: “Tratou nós aqui(São Paulo) como um lixo. Então, essa federação pra mim é um lixo. Isso aqui você tem que ter dinheiro.

Uma decisão da FPF (Federação Paulista de Futebol) revoltou a diretoria do time e praticamente toda a cidade. Uma portaria expedida no dia 21 de outubro e assinada pelo vice-presidente de competições, Pedro Martins, determinou que o Estádio Cláudio Rodante seja “vetado para jogos e qualquer evento esportivo profissional e amador, organizado pela FPF, devido às condições do campo de jogo, que não se encontra em condições da prática do esporte.”

Segundo a portaria, o clube deverá realizar adequações no campo e depois de uma análise do setor de infraestrutura de estádio para validar as novas condições. A Federação alegou má condições do gramado e identificou sujeiras em volta do campo, o que revoltou o presidente do Fefecê, Zé do Gás.

O Fernandópolis ficou com a terceira melhor campanha na Segundona e sonhava com o acesso a séria A3, mas uma liminar concedida ao Batatais, manteve o Fefecê na B1A, até que o mérito da denuncia de que o time (Batatais) teria manipulado resultados seja julgado no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

PUBLICIDADE

Irritação e desabafo

O presidente do Fernandópolis Futebol Clube, Zé do Gás, desabafou após receber a noticia de que o time ficaria de fora da A3, após uma liminar do STJD favorável ao Batatais, que teria sido suspenso por 240 dias por ter manipulado resultados na segundona.

Para o presidente do Fefecê, foi “nadar, nadar e morrer na praia. Chegamos aqui (São Paulo), capitão ‘Sukita’ bateu na costas da gente… seu Ferraz ai… correndo atrás de ônibus na rua soltando fumaça… é tudo falsidade, prometeram um monte de coisa. Chegamos aqui, ninguém nos atendeu. O capitão ‘Sukita’ – ‘não sei o nome dele’, o cara que estava ai (Fernandópolis) no domingo interditou o campo, falou um monte de besteira pra nós aqui, que o campo está com o gramado ruim e que está cheio de sujeira em volta e arquibancada velha enferrujada, acabou com nós,” desabafou, Zé do Gás.

Em áudio repassado em grupos de WhatsApp, Zé do Gás falou sobre o encontro com representante da FPF durante jogo no Estado Cláudio Rodante. “Nós sabemos que o gramado não está bom, mas jogamos o campeonato inteiro dentro do campo, treinando e jogando. E tem campos piores em outros lugares. Tratou nós aqui (São Paulo) como um lixo. Então, essa Federação pra mim é um lixo. Isso aqui você tem que ter dinheiro. Você tem que andar certo para aqui poder cobrar. Agora, como é que cobra aqui?”, perguntou o presidente.

“Estamos devendo aqui, devendo pra jogar e um monte de coisa ai. É complicado você vir aqui para tentar almejar alguma coisa. Você não almeja nada. Ai vem em casa e elogia, estádio cheio, bonito: Parabéns presidente, parabéns Jerry, Junior, Viriato… bochecha, Furunco, Morroida, chega aqui e conversa tudo ao contrário e ri na nossa cara. Vergonha. Estou decepcionado com isso aqui (Federação). Ai o Batatais tá lá dentro com liminar . Tá proibido de participar de jogo, mas tá lá dentro e nós aqui do lado de fora (sic)”, finalizou o mandatário.

FONTE: Informações | Região Noroeste

PUBLICIDADE

Deixe seu comentário

PUBLICIDADE

Continue Lendo

POPULARES