Bianca Waideman Colunistas

Você já se sentiu sozinho em uma multidão?

Desde pequena eu tenho medo de ficar sozinha, sou dessas que liga a televisão só para fingir que tem alguém em casa. Gosto de companhia, de sentir que o outro está ali para me cuidar se eu precisar. Acontece que percebi que as vezes me sinto sozinha mesmo em meio a um monte de gente, rodeada de pessoas ou até em meio a multidões o meu medo de estar sozinha vez ou outra aparece.

Mas por que isso acontece se eu não estou sozinha? Você também já sentiu isso?

Percebi também que tem vezes que uma só pessoa parece preencher toda minha solidão. Se estivermos eu e ela e o resto do mundo sumir, para mim tudo bem. Estranho demais isso, não é?

Na verdade, não! Eu percebi que meu medo não era da solidão física, mas da falta de amor, de afeto, de atenção. Quantas vezes estamos presentes apenas de corpo na vida das pessoas? Estamos ali, ao lado de alguém, mas com a cabeça bem distante. É disso que eu tenho medo.

Cada vez mais nos sentimos sozinhos em meio a multidões, pois não nos reconhecemos no outro, não olhamos sequer para o nosso lado. Atropelamos o outro e seus sentimentos e temos a falsa sensação de estarmos preenchidos, quando na verdade estamos sós.

Por isso quero ser aquela pessoa que preenche espaços, que transborda onde quer que esteja e quero também viver rodeada de pessoas assim. Não preciso de muito, as vezes um abraço já me preenche, um bom dia ou um obrigado. Pouco, mas muito.

Não quero me sentir só em meio a tantos, quero me sentir completa só ao seu lado. O mundo está precisando de pessoas completas de si para preencher a vida dos outros.

 

Deixe seu comentário