Connect with us

Folha Esporte

Brasileiros jogam classificação na Libertadores nesta quarta-feira (7)

A última rodada da Copa Libertadores acontece nesta semana e conta com jogos disputados para os clubes brasileiros. O Cruzeiro, já classificado às oitavas de final, busca manter o 100%, enquanto Palmeiras tenta manter primeira colocação em seus grupos. O Grêmio tem uma disputa pelo segundo lugar em seu grupo e o Flamengo joga para conseguir vaga na próxima fase do torneio. Confira os jogos dos brasileiros nesta quarta-feira

O Grêmio recebe o Universidad Católica pela disputa do segundo lugar no Grupo H. O Tricolor Gaúcho, que não faz bom início de Campeonato Brasileiro, busca vencer a partida que definirá quem passa para a fase de mata-mata da competição. A equipe do técnico Renato Gaúcho busca manter bom retrospecto na competição em que foi campeão em 2017 — no ano passado, caiu na semifinal

Grêmio x Universidad da Católica:
Estádio do Mineirão, ás 19h15 (Brasília) – Árbitro: Nestor Pitana

O Cruzeiro, já classificado em primeiro do Grupo B, enfrenta o Emelec para manter campanha impecável na competição. O clube venceu todas as cinco partidas e até agora não tomou nenhum gol no torneio. A Raposa quer campanha melhor e mudar retrospecto pois não consegue chegar na disputa de final desde 2009, quando foram vice-campeões

Cruzeiro x Emelec:
Arena do Grêmio, ás 19h15 (Brasília) – Árbitro: Andres Rojas

O Flamengo viaja ao Uruguai para enfrentar o Penãro
valendo a classificação para a próxima fase do torneio. O clube carioca, que
não vem fazendo um bom início de Campeonato Brasileiro, tenta espantar rumores
de crise e críticas ao técnico Abel Braga

Penãrol x Flamengo:
Estádio Campeón del Siglo, ás 21h30 (Brasília) – Árbitro: Roberto Tobar

O Palmeiras, já classificado, enfrenta o San Lorenzo pelo
primeiro lugar do Grupo F. O Palmeiras, que também faz uma boa campanha no Brasileirão,
busca chegar na final após o ano passado ficar na semifinal

Palmeiras x San Lorenzo:
 Estádio Allianz Parque, ás 21h30 (Brasília) – Árbitro: Gery Vargas

Deixe seu comentário

Publicidade

Folha Esporte

Tite convoca seleção para Amistosos de Setembro

Ivan, da Ponte Preta é um dos goleiros convocados ao lado de Ederson do Manchester City, em lista com novidades. Seleção enfrentará Colômbia e Peru na próxima data Fifa. 

A seleção brasileira está convocada para a próxima rodada de amistosos, contra Colômbia e Peru, que acontece no início do próximo mês. Diante de alguns problemas, como a suspensão de Gabriel Jesus e a lesão de Alisson, e diante do processo de renovação que se faz presente desde o fim da Copa do Mundo da Rússia, a lista divulgada pelo técnico Tite tem algumas novidades. A começar pela posição de goleiro, em que Ivan, da Ponte Preta, e Weverton, do Palmeiras, foram convocados ao lado de Ederson, do Manchester City. 

Ivan, de 22 anos, a propósito, é um dos três presentes na lista que jamais vestiram a camisa da seleção principal. Além dele, receberam a primeira chance o atacante Bruno Henrique, de 28 anos, do Flamengo, e o zagueiro Samir, de 24 anos, da Udinese. 

Uma das dúvidas que antecederam o anúncio era com relação à presença de Neymar, mas Tite confirmou a convocação do atacante do Paris Saint-Germain que está recentemente recuperado de uma lesão no pé direito e não entra em campo em uma partida oficial desde o dia 6 de junho, quando a Seleção venceu o Catar em amistoso na cidade de Brasília. 

– Conversei com ele, levamos três aspectos. Qual era o momento dele, como ele estava. Ele disse que estava feliz, trabalhando há um tempo. “Não faço trabalho tático, pois é uma preparação da equipe”, disse. Perguntei emocionalmente sobre toda a situação: “Estou tranquilo, sei que há o encaminhamento e agora aguardo o PSG na definição”. E o terceiro aspecto era a ideia dele jogar antes, um tempo hábil para jogar, e um atleta do nível e da qualidade de Neymar, eu não vou prescindir como técnico – explicou o treinador durante a coletiva. 

A apresentação dos jogadores está marcada para o dia 1° de setembro, nos Estados Unidos. No dia 6, às 22h30 (de Brasília), em Miami, a Seleção enfrenta a Colômbia. No dia 10, às 23h30, em Los Angeles, o adversário será o Peru. 

Veja a lista: 

GOLEIROS 

  • Ederson (Manchester City) 
  • Ivan (Ponte Preta) 
  • Weverton (Palmeiras) 

DEFENSORES 

  • Alex Sandro (Juventus) 
  • Daniel Alves (São Paulo) 
  • Éder Militão (Real Madrid) 
  • Fagner (Corinthians) 
  • Jorge (Santos) 
  • Marquinhos (Paris Saint-Germain) 
  • Thiago Silva (Paris Saint-Germain) 
  • Samir (Udinese) 

MEIO-CAMPISTAS 

  • Alan (Napoli) 
  • Arthur (Barcelona) 
  • Casemiro (Real Madrid) 
  • Fabinho (Liverpool) 
  • Lucas Paquetá (Milan) 
  • Philippe Coutinho (Barcelona) 

ATACANTES 

  • Bruno Henrique (Flamengo) 
  • David Neres (Ajax) 
  • Roberto Firmino (Liverpool) 
  • Neymar (Paris Saint-Germain) 
  • Richarlison (Everton) 
  • Vinicius Junior (Real Madrid) 

FONTE: GloboEsporte.Com 

Deixe seu comentário

Continue Lendo

Folha Esporte

Brasil bate recorde de medalhas e fecha Pan em 2º após 56 anos

Campanha brasileira na competição continental foi histórica, com direito a 55 medalhas de ouro, 45 de prata e ainda 71 de bronze

A delegação brasileira enviada para competir nos Jogos Pan-Americanos deixam a cidade de Lima com a melhor participação da história na competição continental. Com 55 ouros, 45 pratas e 71 bronzes, o Brasil superou o número de medalhas conquistadas nos Jogos do Rio de Janeiro e voltou a figurar na segunda colocação geral do quadro de medalhas após 56 anos.

A última vez em que o Brasil terminou o Pan-Americano atrás apenas dos Estados Unidos foi nos Jogos de São Paulo, disputados em 1963. Na ocasião, a delegação nacional somou 52 medalhas, sendo 14 de ouro, 20 de prata e 18 de bronze.

Até a competição em Lima, era também em território nacional, nos Jogos do Rio de Janeiro, que o Brasil havia acumulado o maior número de medalhas: 157, com 52 ouros. A quantidade de idas ao lugar mais alto do pódio foi superada pelo nadador Guilherme Costa nos 1.500 metros livres.

Dos 486 atletas da delegação brasileira, 236 (48,5%) deixam a capital peruana com ao menos uma medalha no peito, sendo 133 homens e 103 mulheres.

Além dos resultados positivos, o Brasil volta para casa com nove vagas diretas conquistadas para as Olimpíadas do ano que vem. Garantiram a ida às competições em Tóquio o handebol feminino e as equipes de hipismo (adestramento, cross-country e saltos).

As vagas individuais foram garantidas pela pentatleta Maria Iêda Guimarães, pelo tenista João Menezes e pelo mesatenista Hugo Calderano. Também estão confirmados na capital japonesa dois velejadores da classe 49er e um brasileiro do tiro com arco.

retorno ao segundo lugar do quadro de medalhas e a obtenção do maior número possível de vagas para as Olimpíadas de Tóquio eram duas das metas do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) para os Jogos Pan-Americanos.

“Objetivos foram alcançados”, diz COB sobre atuação do Brasil no Pan

“Consideramos que os objetivos foram alcançados. O sarrafo para os Jogos de Santiago 2023 subiu”, afirmou o chefe de missão do Brasil na Lima 2019.

“Nosso objetivo foi consolidado para manter o Brasil em uma posição de destaque nas Américas”, observou o subchefe de missão do Brasil, Jorge Bichara. Ele ainda destaca que os comandantes do esporte brasileiro chegaram a Lima em busca de melhores resultados no atletismo, na natação e na vela.

De acordo com Bichara, a meta específica também foi atingida com as 30 medalhas conquistadas pelos nadadores, as nove obtidas pelos velejadores e os 16 lugares no pódio conquistadas pelos esportistas do atletismo.

Fonte: R7

 

Deixe seu comentário

Continue Lendo

Folha Esporte

Título paulista dos ‘Meninos da Vila’, do Santos, completa 40 anos

Time do Santos marcou época, jogando com alegria

Time do Santos marcou época, jogando com alegria
Sidney Corallo/Estadão Conteúdo/20-08-1978

Os “Meninos da Vila” estão completando 40 anos de uma conquista. Foi no dia 28 de junho de 1979 que a geração do Santos, posterior à era-Pelé, se consagrou, vencendo o Campeonato Paulista de 1978. O clube realizará uma homenagem aos campeões, nesta sexta-feira (28), às 16h, no Memorial das Conquistas.

Foi uma longa conquista, com três turnos, como se, nesta jornada, os meninos vislumbrassem a infância, a mocidade e a terceira idade, ou melhor idade, a idade do título.

Leia mais: Veja o antes e depois dos veteranos que disputam o Brasileirão

As crianças que ouviam os jogos pelo rádio naquele tempo, principalmente na voz de Fiori Gigliotti, Osmar Santos e José Silvério, ficavam imaginando que o campo era um palco de estripulias, cambalhotas e malabarismos de garotos como Juary, João Paulo, Pita e Nilton Batata, destaques daquele time.

Eles aprenderam durante a competição. Na final do primeiro turno, por exemplo, Sócrates deu um pito futebolístico na meninada, comandando em campo o Corinthians, na conquista do primeiro turno.

O gol foi marcado por Palhinha, após o Doutor enxergá-lo de costas e dar um passe de calcanhar que atravessou a defesa e foi encontrar o companheiro de frente para o goleiro.

Mas bem que aquele time santista poderia ser chamado também de “Meninos Maduros”. As derrotas não serviram para tirar a confiança. Juary, atacante rápido e leve, foi o artilheiro da competição, com 29 gols.

Nilton Batata enfeitiçava os adversários com dribles ao estilo de Garrincha pela direita. João Paulo tinha a habilidade de um meia e a velocidade de um ponta. Também era oportunista.

Pita e Aílton Lira revezavam-se na armação, com maestria e visão de jogo. As cobranças de falta de Aílton Lira eram perfeitas. Outros jogadores também foram importantes, como o volante Célio e o campeão mundial Clodoaldo, já veterano.

Também em função da Copa do Mundo de 1978, o campeonato só foi se encerrar no meio do ano seguinte. Classificado para o terceiro turno, o Santos terminou na segunda colocação, chegando às semifinais. Superou o Guarani, de Zenon, Renato e cia., por 3 a 1.

Na final do campeonato, encarou o São Paulo, que havia superado o Palmeiras com um gol de Serginho, de cabeça, da entrada da área, aos 13 minutos do segundo tempo da prorrogação.

Foram necessários três jogos para a definição do campeão, os dois primeiros vencidos pelo Santos. Na terceira partida, o São Paulo venceu no tempo normal, por 2 a 0, mas, na prorrogação, o empate era do Santos, por ter feito mais pontos durante o campeonato.

O Santos entrou com Flávio; Nelsinho Batista, Antônio Carlos, Neto (Fernando) e Gilberto; Zé Carlos, Toninho Vieira e Pita (Rubens Feijão); Nilton Batata, Juary e Claudinho.

O São Paulo, do estrategista Rubens Minelli, foi a campo com Valdir Peres; Getúlio, Tecão, Bezerra e Aírton; Chicão, Muricy Ramalho e Dario Pereyra (Tadei); Viana (Edu), Neca e Zé Sérgio.

O jogo ficou no 0 a 0 e o título foi para o time santista, comandado pelo técnico Formiga. 

Foi um longo campeonato. Em um ano, muita coisa acontece. Um adolescente entra na puberdade. E um grupo de meninos pode se tornar eterno.

Rodrygo faz último treino no CT do Santos e leva trote de companheiros

 

Deixe seu comentário

Continue Lendo

POPULARES