Folha Regional

Botox contra depressão

A moderna Dermatologia traz inúmeros tratamentos para o rejuvenescimento, dentre eles a consagrada toxina botulínica para amenizar rugas e linhas de expressão. No entanto, o uso da toxina botulínica vai além da finalidade estética e, dentre os seus benefícios, está o uso no tratamento da depressão.

A depressão afeta mais de 120 milhões de pessoas no mundo, com prejuízo na qualidade de vida. Apesar de vários tratamentos disponíveis, em muitos casos a resposta é insatisfatória, tornando-se uma condição crônica e, dependendo do grau, até incapacitante. Em estudos envolvendo voluntários diagnosticados com depressão, os sintomas depressivos apresentaram uma melhora cinco vezes maior nos pacientes tratados com botox.

Isso porque muitas vezes acreditamos que somente a emoção modifica o rosto, mas nossas mímicas faciais também influenciam nosso humor. Através desse raciocínio, surgiram pesquisas com o uso de botox para tratar a depressão. Pessoas que sofrem de depressão geralmente apresentam uma expressão carregada. Como o botox age paralisando a musculatura da testa, consequentemente bloqueia a influência negativa da face no humor.

A aplicação de toxina botulínica, realizada de forma segura por médico dermatologista capacitado, traz um resultado que proporciona um bem-estar pela pessoa sentir-se mais jovem e bonita e, portanto, mais feliz. O interessante é saber que, além desse benefício estético, o uso no tratamento da depressão também regula o estado emocional através de outros mecanismos de ação mais complexos, que são estimulados em situações de estresse e ansiedade e que a toxina botulínica atua impedindo sua liberação. Assim, entende-se que sorrir e estar satisfeito com nossa imagem são, realmente, poderosos remédios.

Deixe seu comentário

Da Redação

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular