Aprevo faz festa junina na Santa Casa de Votuporanga

Pacientes da Unidade de Diálise foram recepcionados com muita música e comidas típicas

Tem arraiá da Associação dos Pacientes Renais de Votuporanga (Aprevo), sim senhor! Nestas quarta e quinta-feiras (13 e 14/6), a recepção da Unidade de Diálise da Santa Casa de Votuporanga foi tomada pela alegria e acolhimento com a festa junina da Associação em dois turnos.

Ao chegar na Instituição, Paulo César de Araújo, morador de Votuporanga, já notou o cenário diferente. Paciente há 14 anos, ele participou de vários arraiás, que resultam em sorrisos. “Eu adoro, é muito divertido. Aqui eu rio muito”, disse. A empolgação no falar deu espaço para a dança. Paulo alegrou o ambiente, na companhia da presidente da Aprevo, Hermelinda Marcaci Olivo.

Elza Paulina Abis Queiroz, de Parisi, acompanhava o movimento de todos. “A festa é muito boa, porque nos deixa feliz. A Unidade de Diálise muda”, afirmou.

Toda esta animação contagiante se transforma em amizade, em cumplicidade e histórias para contar. “Estas datas comemorativas são muito importantes, eles ficam esperando. Eventos assim fortalecem a integração deles”, destacou a psicóloga Luciana Maranho de Freitas.

Cachorro-quente, pipoca, chocolate quente, biscoitos de polvilho, bolos diversos, amendoim e iogurte. Tudo com muito chapéu de palha, bandeirinhas e xadrez. “Realizamos o arraiá há vários anos. No início, levavamos as comidas para o salão de Diálise. Optamos por fazer na recepção para que possam se divertir, entrosar. Queremos transmitir saúde e bem-estar”, afirmou Hermelinda, com o alto astral inabalável.

A presidente destacou que a festa só é possível com a ajuda de amigos da Aprevo. “Sem a colaboração destes companheiros, não ocorreria nosso evento. Só podemos agradecer”, complementou.

O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, parabenizou Aprevo pela iniciativa. “Ações como essa nos enchem de alegria porque trazem humanização do atendimento dos pacientes e estreitam relacionamento dos colaboradores com eles baseado em carinho.  Além disso, aliviam o tratamento de Diálise e Hemodiálise, mudando a rotina da Unidade”, concluiu.

Similar Posts

%d bloggers like this: